Notícias do setor farmacêutico

Procon detecta irregularidades nas Farmácias Pague Menos

703

Divergência de preços e promoções enganosas em uma farmácia da rua da Divisão, no Jardim Parati, surpreenderam fiscais da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, órgão integrante da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast, nesta terça-feira. O estabelecimento foi autuado pela constatação de várias irregularidades contra o consumidor. No primeiro caso, o texto promocional da embalagem de um kit de produtos para proteção solar e limpeza de pele dizia “Compre 1 Neostrata Minesol Oil Control Serum — por R$ 83,98 — e ganhe 1 Neostrata Oil Control Intensive Cleanser”.

Porém, na gôndola o protetor solar tinha valor individual de R$ 79,99, não havendo gratuidade na unidade de gel de limpeza, que saia por R$ 3,99. O texto da embalagem do kit promocional “Cuidado com a pele oleosa” oferecido por R$ 79,99, prometia “compre 01 Protetor Solar Episol FPS60 com cor e ganhe 01 sabonete líquido Epidac OC”. Contudo, pelo preço da gôndola a unidade do protetor solar deveria custar apenas R$ 68,49. Assim, esse kit também não manteve a gratuidade ofertada. Além disso, houve divergência no preço individual do protetor solar registrado no caixa por R$ 78,73, em lugar dos R$ 68,49. Um kit de aparelhos de barbear descartáveis, que apresentava na embalagem a oferta “04 aparelhos de barbear + grátis 01 aparelho Vênus”, custou no caixa R$ 34,99, enquanto uma embalagem de 04 aparelhos descartáveis do mesmo tipo custava apenas R$ 25,99. Desse modo, o aparelho Vênus não foi item gratuito e teve o custo de R$ 9,00. A colocação de produto em promoção por estar próximo do vencimento na mesma prateleira de itens com valor tradicional também induzia o consumidor em erro, por informações confusas e sem clareza. Uma solução bucal, que fora da promoção deveria custar R$ 24,49, foi registrada no caixa como R$ 29,49.

Contudo, embora estivesse para vencer, não continha a etiqueta diferenciada do preço promocional de R$ 17,14. Assim, em vez de “pagar menos” o cliente pagaria muito mais que o preço do produto longe do vencimento. Houve também caso de creme dental de 70g, ofertado por R$ 8,29, porém registrado no caixa a R$ 11,99. Gluconato de zinco com 90 comprimidos, ofertado a R$ 23,99, custou no caixa R$ 48,65. Pomada de bepantrix, com 30g, ofertada a R$ 12,65 foi precificada no caixa por R$ 18,06. Sachês de sal de frutas sabor limão, com valor de R$ 3,05, foram registrados a R$ 3,08. A equipe do Procon Estadual constatou também a venda de produtos para alimentação infantil com prazo de validade expirado, que foram descartados no local.

Fonte: Jornal Diário Digital

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/12/02/procon-multa-farmacia-em-guarapari-por-irregularidade-em-anuncio-de-black-friday/

Siga nosso Instagram

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })