Notícias do setor farmacêutico

Algoritmo melhora o diagnóstico do câncer de mama

Um programa de computador obteve maior precisão do que especialistas em radiologia para identificar câncer de mama a partir de imagens de mamografias. É o que mostra um estudo britânico divulgado na revista Nature. Segundo Dominic King, um dos autores do estudo, os resultados sugerem que a equipe está “desenvolvendo uma ferramenta que poderá ajudar os médicos a detectar o câncer de mama com maior precisão”.

 

A técnica de inteligência artificial (IA), fruto da pesquisa da Google Health, tem como base um algoritmo que foi testado a partir de cerca de 29 mil imagens de mamografias de pacientes britânicas e dos Estados Unidos. Os especialistas tinham acesso aos antecedentes das mulheres para interpretar as radiografias, enquanto o programa de IA, à imagem da última mamografia.

O modelo matemático mostrou redução na proporção de casos nos quais se detectava erroneamente o câncer — de 5,7% (americanas) e de 2,7% (britânicas). Também reduziu o percentual de falsos diagnósticos: 9,4% (americanas) e 2,7% (britânicas).

 

A equipe comparou a decisão do programa com a de radiologistas. Quando havia concordância, o caso era finalizado. Em caso de contradição, era comparado o diagnóstico do IA com a de um segundo especialista. Os autores estimam que a nova tecnologia pouparia até 88% de carga de trabalho do segundo radiologista. Os cientistas ponderam que “são necessários outros testes, uma validação clínica e autorizações regulamentares” antes de a ferramenta chegar às clínicas.

 

Fonte: Correio Braziliense

Veja também: Alunos da Universidade de Londrina criam membrana que recupera pele e ossos

Siga nosso Instagram

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. AceitarConsulte mais informação