Notícias do setor farmacêutico

Bolsonaro: Congresso Nacional vai sepultar taxação da energia solar

A conversa que teve com os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre, e da Câmara, Rodrigo Maia, deixou o presidente Jair Bolsonaro mais otimista com relação à possibilidade de não taxação da energia solar. A estratégia, segundo o presidente, é a de apresentar e aprovar um projeto que proíba essa taxação.

“Liguei para o Rodrigo Maia e para o Davi Alcolumbre. Se a Aneel vir a taxar, eles toparam derrubar a questão. Algum parlamentar deverá apresentar um projeto para taxação zero e eles vão colocar para votar em regime de urgência. Então está sepultada qualquer possibilidade de taxar energia solar”, disse Bolsonaro, ontem (6), ao deixar o Palácio da Alvorada.

O presidente usou as redes sociais para informar, por meio de um vídeo, que a decisão sobre a taxação da energia solar é de responsabilidade da Aneel. “A decisão é deles. Nós do governo não discutiremos mais esse assunto, e ponto final”. Bolsonaro foi enfático ao dizer que quem fala sobre a questão, pelo governo, é ele. “Ninguém fala no governo, a não ser eu, sobre essa questão. Não me interessam pareceres de secretários ou de quem for”, afirmou.

Bolsonaro disse que conversará com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e com o de Minas e Energia, Bento Albuquerque, sobre o assunto.”A própria Aneel se conscientiza de que essa fonte de energia tem de ser estimulada pelo governo”, disse, em meio a críticas a “grupos de lobistas que trabalham na transmissão de energia” que, segundo ele, “trabalham para taxar a [geração de] energia solar”. A Aneel informou que, por enquanto, não se manifestará sobre o assunto (ABr).

Fonte: Empresas & Negócios

Veja também: Brasileiros gastam 12 vezes mais com medicamentos do que o governo

Siga nosso Instagram

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. AceitarConsulte mais informação