Notícias do setor farmacêutico

Como a tecnologia pode ajudar em momentos de alta demanda

209

Datas comemorativas como natal, dia das mães e dia dos namorados, além de dias especiais para o varejo, como a Black Friday, aumentam em muito a demanda dos varejistas.  A Sensormatic Solutions listou as principais reclamações feitas por consumidores e identificou como as soluções tecnológicas – que são tendências para o varejo – podem melhorar a experiência de compra do cliente e impulsionar os resultados nesses momentos de grande procura.

1) Produto não disponível

Falta de produtos em gôndolas e prateleiras é uma constante reclamação de consumidores, pois influi diretamente na experiência de compra. Para evitar essa situação,os varejistas podem recorrer a tecnologias que detectam se uma gôndola está vazia, por exemplo. Para produtos que ocupam grandes espaços em prateleiras, é possível utilizar sistemas de CFTV que analisam alterações nas imagens e detectam se um objeto foi removido de sua posição – como o Video Analytics – ou se o volume de estoque está dentro do normal a ser ofertado ao cliente. Para produtos menores recomenda-se a utilização de prateleiras com pushers, que detectam a remoção dos itens e indicam automaticamente a necessidade de reposição. Para ambas as situações, a Sensormatic oferece a solução Click Retail, que permite a gestão fácil e rápida da ruptura por meio de um único painel, possibilitando o monitoramento de todas as lojas e a ação imediata do repositor.

2) Filas nos caixas

De acordo com uma pesquisa realizada pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo (FCDLESP), para 90% dos varejistas, as filas dificultam as vendas e, para 78% dos pesquisados, a espera pode levar o consumidor a desistir da aquisição. Segundo a Sensormatic, soluções baseadas em vídeo permitem análise e tomada de decisão automáticas por meio de estatísticas da fila ou de cada comprador, possibilitando que o varejista compreenda o cliente e os pontos de maior movimentação e concentração da loja. Além disso, o Checkout-Expert permite o monitoramento da operação de todos os caixas de uma só vez por meio da análise de situações, gerando mais assertividade e produtividade ao varejista.

3) Exposição das mercadorias

Por terem alto valor agregado ou histórico de altas perdas por furto, é comum identificar itens confinados em armários trancados e, em alguns casos, em locais inacessíveis ao cliente, ocasionando redução do potencial de venda e impacto negativo na experiência de compra. Tecnologias como etiquetas antifurto, circuito de câmeras (CFTV) e cadeados eletrônicos entram em cena para evitar que a exposição destes itens e sua taxa de conversão sejam afetadas. Segundo Quintanilha, com os produtos expostos e devidamente protegidos com etiquetas antifurto, é possível aumentar as vendas em até 40% e reduzir perdas em até 90%.

Para o executivo, explorar o ponto de venda com o objetivo de entender e descobrir as necessidades dos consumidores é papel de todo varejista e gera impacto direto em sua rentabilidade. “O uso de tecnologia é o diferencial que faz com que o estabelecimento garanta uma melhor experiência de compra ao consumidor e, consequentemente, uma melhor taxa de conversão a sua operação”, finaliza.

Fonte: Terra

Veja também: Nova tecnologia otimiza gestão das empresas para o varejo

Siga nosso Instagram

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })