Notícias do setor farmacêutico

Interfarma critica entraves para ampliar acesso a remédios

Um dos maiores entraves enfrentados pela indústria farmacêutica é a burocracia que emperra acesso a medicamentos de alta complexidade pela população, o que também prejudica a captação de investimentos e acesso à pesquisa. A constatação é de Elizabeth de Carvalhaes, presidente da Associação da Indústria Farmacêutica e de Pesquisa (Interfarma) em reportagem publicada no jornal  Valor Econômico.

Segundo a dirigente, medidas como o novo conceito de inovação incremental já estão em discussão. Todos os medicamentos isentos de prescrição (MIPs) terão uma política de preços diferenciada, além de um processo mais rápido na obtenção de registro, quando este tiver comprovada alguma inovação. Com isso, o teto de preços para os MIPs será estabelecido pelo governo, mas, o preço de entrada será definido pela empresa inovadora.

Outro debate que deve se intensificar no país em 2020 é a ampliação da lista de medicamentos usados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a fim de diminuir a alta taxa de judicialização. O grande volume de processos judiciais para a obtenção de medicamentos que não estão nessa lista impossibilita que as empresas estabeleçam uma programação adequada de lançamentos e produção.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. AceitarConsulte mais informação