Notícias do setor farmacêutico

Google perto de atingir valor de US$ 1 trilhão

729

Outro gigante da tecnologia está prestes a ingressar no seleto grupo do US$ 1 trilhão. Assim que conseguir, o Google, da Alphabet, será a quarta companhia do setor a conquistar o feito, revelou um relatório inédito do “Financial Times” divulgado ontem (13).

Atualmente, o valor de mercado do Google está em US$ 985 bilhões, a apenas 1% de distância da marca trilionária. Wall Street aposta que a empresa viverá outro trimestre de fortes vendas de publicidade quando anunciar seu próximo balanço, em 3 de fevereiro.

As vendas do Google continuam crescendo tão rápido quanto há uma década: a companhia ainda registra crescimentos de receita de cerca de 20%, apesar de suas vendas de US$ 160 bilhões serem cinco vezes maiores que o nível de 2010.

O crescimento contínuo na última década deve-se à força do seu principal negócio de publicidade, aquisições importantes, como a do YouTube, e expansão para outras áreas de rápido incremento, como a computação em nuvem e seus projetos “moonshot” (de difícil execução, pensados como algo impossível), como a divisão de carros autônomos Waymo.

A Apple foi a primeira empresa pública a valer mais de US$ 1 trilhão, marca conquistada em agosto de 2018. Com a valorização de 86% de suas ações em 2019, a fabricante de iPhone continua a avançar, sendo avaliada, atualmente, em US$ 1,36 trilhão.

A Microsoft seguiu a Apple, atingindo a marca de US$ 1 trilhão durante o primeiro semestre de 2019 e tornando-se a segunda empresa do clube de privilegiados. Agora, vale US$ 1,23 trilhão.

A Amazon conquistou o feito em 2018, mas caiu e, atualmente, é avaliada em US$ 934 bilhões.

O valor de outra big tech, o Facebook, também está chegando a patamares inéditos. Tudo isso graças ao recorde de valorização de suas ações em 2019 – 51% -, movimento que elevou sua avaliação para US$ 622 bilhões.

As ações do Google valorizaram 26% no ano passado e subiram quase 5% até agora em 2020. Os papéis da empresa continuaram subindo mais recentemente, graças a uma mudança histórica de liderança no mês passado – o novo CEO Sundar Pichai assumirá o cargo dos cofundadores Larry Page e Sergey Brin -, e apesar do cenário de crescentes pedidos por mais regulamentação antitruste e de privacidade.

Todas as quatro empresas de tecnologia são pequenas em comparação com a Saudi Aramco, a gigante petrolífera saudita, que tornou-se pública no mês passado depois de um período de muita expectativa. O valor de mercado atual da petroleira é de US$ 1,87 trilhão, aquém da avaliação de US$ 2 trilhões original buscada pelo príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, mas mais do que suficiente para superar as mais valiosas empresas norte-americanas como Apple, Microsoft e Google.

Fonte: UOL

Veja também: Sensor vestível monitora a glicose no sangue

Siga nosso Instagram

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.