Notícias do setor farmacêutico

Sob Bolsonaro, Brasil repete pior nota em ranking anticorrupção

263

O Brasil caiu uma posição no ranking mundial de percepção da corrupção. Em 2019, o país repetiu sua pior nota no estudo e ficou na 106ª posição entre os 180 países avaliados pelo IPC (Índice de Percepção da Corrupção), elaborado pela ONG Transparência Internacional.

A nota brasileira foi 35, a mesma do ranking de 2018 –a pior pontuação da série histórica, que começou há 7 anos. A pontuação é a mesma de Albânia, Argélia, Costa do Marfim, Egito, Macedônia e Mongólia.

Entre os países da América do Sul, o Brasil ficou à frente apenas de Bolívia, Paraguai e Venezuela.

Dinamarca, Nova Zelândia e Finlândia lideram o ranking dos países menos corruptos, com notas mais próximas de 100.

O IPC pontua e classifica os países com base no quão corrupto o setor público é percebido por executivos, investidores, acadêmicos e estudiosos da área da transparência.

Os 10 menos corruptos
• Dinamarca
• Nova Zelândia
• Finlândia
• Singapura
• Suécia
• Suíça
• Noruega
• Holanda
• Alemanha
• Luxemburgo

Os 10 mais corruptos
• Somália
• Sudão do Sul
• Síria
• Iêmen
• Venezuela
• Sudão
• Guiné Equatorial
• Afeganistão
• Coreia do Norte
• Líbia

Fonte: Catraca Livre

Veja também: Anvisa aprova proposta que simplifica importação de produtos à base de canabidiol

Siga nosso Instagram

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })