Notícias do setor farmacêutico

Procura por máscaras no Grande Recife aumenta e zera estoques

884

Ainda que o Brasil não tenha casos confirmados do coronavírus, a intensa procura por equipamentos de proteção, como máscaras e álcool em gel, além de vitaminas já começa a esgotar os estoques das farmácias do Grande Recife. Em algumas redes, as caixas de máscaras sumiram das prateleiras, como é o caso das farmácias Drogasil e Guararapes.

Em outras, a busca aumentou por vitamina C com zinco, embora o Ministério da Saúde já tenha desmentido que o suplemento não é capaz de evitar a contaminação pelo coronavírus. No Sudeste, sobretudo em São Paulo, onde há o maior número de casos suspeitos, a corrida por máscaras descartáveis também zerou os estoques das farmácias.

A reportagem do Diário de Pernambuco entrou em contato e visitou algumas redes. Nas unidades da Drogasil no Recife, por exemplo, já não há mais máscaras descartáveis nem nas prateleiras nem nos estoques. O mesmo aconteceu com o álcool em gel e a vitamina C com zinco. Os produtos devem ser repostos até a próxima semana. Em algumas unidades das farmácias Guararapes, também não é mais possível comprar caixas com máscaras descartáveis. Tubos grandes de álcool em gel estão em falta e o estoque de vitamina C com zinco precisou ser reposto para dar conta da grande procura.

Já nas redes Independente e Bongi, a busca tem sido maior pela vitamina C com zinco, embora o fluxo de venda das máscaras descartáveis esteja maior que o habitual. Em todas as unidades apuradas, só houve registro de aumento de preço dos suplementos, que subiu de R$ 10 para R$ 15, enquanto o preço da caixa máscaras com 50 unidades tem se mantido por volta dos R$ 15. “Vejo que as pessoas estão com medo de que o coronavírus venha para o Brasil e elas não tenham os equipamentos necessários para se proteger”, disse uma vendedora da Drogasil, que preferiu não se identificar. Em São Paulo, apenas um quinto das farmácias ainda têm estoque de máscaras descartáveis.

Na tarde desta sexta-feira (31), o Ministério da Saúde atualizou o boletim sobre o coronavírus no Brasil. Segundo o documento, aumento de 9 para 12 o número de casos suspeitos no país. O caso da paciente de 22 anos, recém-chegada da cidade de Wuhan, na China, para Minas Gerais, foi descartado pois os três resultados dos exames feitos deram negativo para o coronavírus. Até a tarde desta sexta (31), o coronavírus 2019-nCoV já havia provocado 213 mortes, todas na China e quase 10 mil infecções em todo o mundo.

Fonte: Diário de Pernambuco

Veja também: Coronavírus já provoca corrida às farmácias, e máscaras somem em SP

Siga nosso Instagram

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })