Notícias do setor farmacêutico

Últimas notícias de coronavírus de 25 de março

634

A Espanha superou o número de mortes na China por complicações relacionadas com o novo coronavírus. São 3.434 pessoas mortas pela Covid-19. Nas últimas 24 horas, foram registradas 738 vítimas fatais. São 47.610 pessoas contaminadas e 3.166 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

Siga nosso instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Cerca de 1,3 bilhão de indianos iniciam nesta quarta-feira (25) um período de 21 dias de isolamento. Essa é a maior quarentena do mundo. O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, prometeu direcionar US$ 2 bilhões (cerca de R$ 10,16 bilhões) para o sistema de saúde do país.

As últimas notícias desta quarta-feira:

  • Espanha supera China em número de mortes por Covid-19
  • Número de mortes no planeta supera os 19 mil
  • Estados Unidos anuncia acordo federal para aliviar consequências
  • China suspende imposições drásticas impostas em janeiro
  • Príncipe Charles testa positivo, informam autoridades palacianas

Os Estados Unidos anunciaram nesta quarta um acordo federal de US$ 2 trilhões para aliviar as consequências da pandemia do coronavírus Sars-Cov-2 sobre a economia do país. O pacote de estímulo deverá auxiliar trabalhadores, empresas e o sistema de saúde.

De acordo com a universidade Johns Hopkings, o número de mortes por complicações de Covid-19 superou os 19 mil. Até às 8h desta quarta, foram registradas 19.120 vítimas fatais. São ao menos 428.405 contaminados ao redor do planeta. São 109.926 registros de pessoas recuperadas.

A China suspendeu nesta quarta as drásticas restrições impostas desde janeiro à província de Hubei, onde fica a cidade de Wuhan, epicentro da pandemia provocada pelo novo coronavírus. Em uma tendência de queda nos registros, o país voltou a não registrar contágios locais nas últimas 24 horas.

Príncipe Charles está infectado

O teste do príncipe Charles para Covid-19 deu positivo, informaram autoridades palacianas. A BBC confirmou a informação. Charles, de 71 anos, é o filho mais velho da rainha Elizabeth II e o herdeiro do trono. “O príncipe de Gales foi testado positivamente para o Coronavírus”, publicou a Casa de Clarence, o nome do palácio onde vive o príncipe.

Pelo mundo

O número de mortes por Covid-19 na França é muito superior ao número divulgado pelo governo, disse uma importante autoridade de saúde do país. De acordo coma universidade Johns Hopkings, são 1.100 mortes e 22.637 pessoas contaminadas. Por enquanto, as mortes contabilizadas são apenas aquelas que acontecem nos hospitais, excluindo lares de idosos e outras residências.

O primeiro caso de coronavírus foi confirmado no Cox’s Bazar, em Bangladesh, que fica a cerca de uma hora de carro de grandes campos que abrigam quase um milhão de refugiados rohingya. Essa minoria deixou Mianmar fugindo da violência e atualmente vive em condições muito precárias. Até o momento, não há registro de Covid-19 entre os refugiados.

Maior fabricante do mundo de luvas médicas, a Associação da Malásia do setor disse que haverá uma escassez crônica de luvas após a demanda em hospitais ao redor do planeta. Em função de um bloqueio no país, a produção, controlada pela Associação de Fabricantes de Luvas de Borracha da Malásia (Margma), vai operar com apenas 50% de sua capacidade. Os custos também devem aumentar de 25 a 30%.

O rei da Arábia Saudita ordenou toque de recolher às 15h na capital, Riade, e em Meca, o maior centro de peregrinação muçulmana do mundo.

Presidente do Instituto Robert Koch, órgão que tem monitorado a epidemia na Alemanha, Lothar Wieler disse que o número de mortes no país vai aumentar e que a pandemia só está começando na região. Atualmente, são mais de 33 mil pessoas contaminadas e 164 mortes.

Brasil

A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) considerou que o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro pode dar falsa impressão que as medidas de contenção social são inadequadas e que a Covid-19 é semelhante ao resfriado comum. Na noite de terça-feira (24), o chefe de estado criticou em rede nacional de televisão o pedido para que todas aqueles que possam fiquem em casa e culpou os meios de comunicação por espalharem, segundo ele, uma sensação de “pavor”. Ele declarou ainda que, se contrair o vírus, não pegará mais do que uma “gripezinha”.

Fonte: G1

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/03/11/coronavirus-oms-declara-pandemia/

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.