Notícias do setor farmacêutico

Tecpar começa a produzir álcool antisséptico para o Governo

371

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) iniciou no fim de semana a produção de dois tipos de álcool antisséptico: o etílico 70%

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) iniciou no fim de semana a produção de dois tipos de álcool antisséptico: o etílico 70% e o etílico 80% glicerinado. Os produtos utilizados na assepsia das mãos são fundamentais no combate à Covid-19.

Veja também: Após suspender fabricação de perfume, Natura planeja venda de álcool em gel

A Vigilância Sanitária de Curitiba autorizou a produção na semana passada, mas a distribuição do produto só começará após uma nova inspeção, prevista para quarta-feira (1º). Após essa etapa, os lotes serão distribuídos para o Governo do Estado – o álcool antisséptico produzido no Tecpar não pode ser comercializado.

Siga nosso Instagram

“A ideia do Governo é ampliar a oferta de álcool antisséptico para o enfrentamento do coronavírus”, disse o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “A produção será usada de forma estratégica. O Tecpar montou uma estrutura totalmente nova para atender essa demanda, e em tempo recorde. Todos os órgãos públicos estão voltados a combater a Covid-19. Essa soma de esforços é fundamental para o Paraná”.

Como o produto não fazia parte do portfólio do instituto, um Grupo de Trabalho foi instituído para delimitar três frentes (técnica, regulatória e logística) com o objetivo de ativar essa área produtiva na empresa. Essas etapas correm paralelamente, com esforços de todas as áreas.

“Recebemos a demanda urgente do Governo do Estado e instituímos um grupo dedicado exclusivamente para a produção do álcool. Além disso, reestruturamos uma unidade industrial para atender os processos necessários da produção, envase e distribuição”, destacou Jorge Callado, diretor-presidente do Tecpar.

PRODUÇÃO

O laboratório no campus CIC do Tecpar iniciou o processamento com capacidade produtiva de 150 litros por dia dos dois álcoois. Há potencial de elevação para até 1.000 litros por dia quando a planta estiver em pleno funcionamento.

A área produtiva do Tecpar conta com um laboratório e uma planta industrial que atendem as exigências sanitárias e de boas práticas de fabricação (BPF).

CARACTERÍSTICAS

A diferença entre o álcool 70% e o 80% glicerinado é que o segundo é menos agressivo à pele e mais recomendado para uso frequente, principalmente para profissionais da saúde. A Organização Mundial da Saúde (OMS) orienta que, em caso de falta de álcool em gel, o glicerinado é o mais indicado, o que não diminui, porém, a eficácia do etílico.

O álcool em gel foi a primeira opção a ser considerada pelo Tecpar, mas devido à falta de insumos no mercado, a estratégia foi fabricar produtos com a mesma qualidade, mas com insumos disponíveis no momento.

Fonte: Governo do Paraná

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.