Notícias do setor farmacêutico

Cera de abelha usada em batons, pomadas e outros cosméticos aumenta alergias de pele, diz estudo

Cera de abelha usada em batons, pomadas e outros cosméticos aumenta alergias de pele, diz estudo.

358

Cera de abelha usada em batons, pomadas e outros cosméticos aumenta alergias de pele, diz estudoCosméticos – Pesquisa publicada no British Journal of Dermatology observou aumento de 68% nos casos de dermatite de contato provocados pelo ingrediente natural. Testes de contato podem ajudar a prevenir e diagnosticar o problema.

Siga nosso instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

A cera de abelha é um ingrediente que vem cada vez mais sendo incorporado aos cosméticos por ser um ativo natural que possui uma série de benefícios para pele. “Produzida pelos pequenos insetos a partir de mel e pólen para a construção dos favos das colmeias, a cera de abelha ganhou destaque na indústria cosmética devido a seu alto poder emoliente, conferindo hidratação de longa duração à pele e controle da oleosidade, além de também possuir propriedades antibacterianas, antifúngicas e antivirais. Por esse motivo, o ativo também é muito encontrado em produtos para os cabelos, como pomadas e shampoos, e até mesmo balms e batons para os lábios”, afirma a dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. O problema é que, de acordo com estudo publicado em fevereiro na revista médica British Journal of Dermatology, o número de alergias de pele causadas pelo uso de cosméticos formulados com cera de abelha mais do que dobrou entre os anos de 2007 e 2018.

Ao analisarem exames de alergia cutânea realizados entre 2007 e 2018 em países como Alemanha, Áustria e Suíça, os pesquisadores do estudo, que tinha como objetivo apontar as principais substâncias causadoras de alergias em habitantes europeus, notaram que, nesse período, houve um aumento de 68% nos casos de dermatites de contato causados pelo uso de produtos com cera de abelha. “Dermatites de contato são reações alérgicas e inflamatórias da pele causadas pela exposição do paciente a algum princípio ativo ou substância a qual ele tem sensibilidade. Apesar de não serem contagiosas, as dermatites podem atingir o corpo todo, causando irritação, vermelhidão e descamação na pele”, explica a dermatologista.

Segundo a médica, esse dado faz com que sejam necessárias mais pesquisas que ajudem a entender o motivo desse aumento na sensibilização da população à cera de abelha, o que ainda não está claro. “Apesar disso, o presente estudo já se mostra de grande importância por ressaltar que ativos naturais, apesar de possuírem inúmeros benefícios para pele, não devem ser considerados 100% seguros e utilizados sem cautela”, destaca. Por isso, antes de usar qualquer produto, é recomendado que você aplique uma pequena quantidade do cosmético em uma parte do pulso e então aguarde para conferir se ele não lhe causa nenhuma irritação.

E, caso apresente algum tipo de reação alérgica após o uso de cosméticos, não descarte a possibilidade de o quadro ter sido causado por ativos naturais. De acordo com a Dra. Paola Pomerantzeff, ao notar alterações na pele, o ideal é que você consulte um dermatologista e seja franco sobre todas as substâncias aplicadas na área. Dependendo do caso, ele poderá realizar um teste de contato para definir o causador da alergia. “O teste de contato consiste na aplicação individualizada dos componentes dos cosméticos na pele. Após isso, espera-se 48 horas para se medir o nível de vermelhidão, descamação e irritação que cada um desses componentes causou no local de aplicação. Com a certeza do agente causador do problema, o dermatologista poderá indicar o melhor tratamento para cada caso”, finaliza.

DRA. PAOLA POMERANTZEFF: Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), tem mais de 10 anos de atuação em Dermatologia Clínica. Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina Santo Amaro, a médica é especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, e participa periodicamente de Congressos, Jornadas e Simpósios nacionais e internacionais.

Fonte: 2A+ Cosmética

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/07/29/o-que-ja-se-sabe-sobre-a-eficacia-do-filtro-solar-na-prevencao-do-cancer-de-pele/

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.