Notícias do setor farmacêutico

Japão planeja triplicar estoque de Avigan

956

O governo japonês dará suporte ao esforço para intensificar a produção do medicamento anti-influenza Avigan (favipiravir) como tratamento para o novo coronavírus, com a meta de aumentar estoques e triplicar a quantidade atual.

O auxílio fará parte de um pacote de estímulo que será aprovado pelo Gabinete na terça-feira (7), e ajudará o Japão a garantir quantidade suficiente de Avigan no próximo ano para tratar 2 milhões de pessoas. Foi descoberto em ensaios clínicos que o Avigan é eficaz no tratamento do vírus, principalmente nos estágios iniciais da doença.

O tratamento para o coronavírus exige 120 comprimidos, que é três vezes mais a dosagem de Avigan para tratar influenza. Atualmente, o país tem um estoque para tratar 2 milhões pacientes de influenza, ou somente 40 doses por indivíduo. O esboço das medidas econômicas de emergência do governo diz: “Isso expandirá pesquisa clínica em cooperação com instituições no exterior, e começará a aumentar a produção do medicamento”.

A desenvolvedora do medicamento, a Fujifilm Holdings, planeja concluir os ensaios clínicos até junho. O governo disse que dará suporte à produção ao renovar suas instalações de fabricação após examinar os resultados dos ensaios. O dominante Partido Liberal Democrático – PLD propôs um pacote de ¥60 trilhões que inclui ¥20 trilhões em despesa fiscal.

Baseado nessas sugestões, o pacote de ajuda do governo deve ser o maior da história, excedendo o gasto de ¥56.8 trilhões após o colapso da Lehman Brothers em 2008. O pacote aumentará os leitos em hospitais e ventiladores artificiais para tratar casos graves do vírus. Subsídios também serão oferecidos a indústrias que fabricam máscaras e álcool em gel para aumentar a produção.

A taxa de subsídios será de até 75% para empresas de pequeno e médio porte e de 66% para as de grande porte. A administração do primeiro-ministro Shinzo Abe também planeja dar suporte para a instalação de equipamentos de ventilação de alta performance em restaurantes, assim como fundos para melhorar o sistema de ar-condicionado e condições sanitárias nas escolas. Lares afetados pela pandemia devem receber cerca de ¥300 mil ienes.

Companhias aéreas que vêm sofrendo com a queda nos lucros enquanto países fecham fronteiras, poderão receber financiamento de emergência do Banco de Desenvolvimento do Japão. O governo buscará construir uma estrutura econômica que é menos vulnerável à crise. Reduzir a dependência do Japão da China para fabricação é um pilar, e o governo encorajará empresas a moverem parte de suas fábricas para o Japão.

Tóquio subsidiará metade do custo para mover bases da China. Fabricantes de máscaras e desinfetantes receberão suporte extra a fim de mover a produção para o Japão, com o governo bancando 75% dos custos da transição para pequenas e médias empresas, e dois terços para as grandes.

Fonte: Asia Nikkei

Leia mais: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/04/01/fujifilm-inicia-estudo-clinico-de-antiviral-em-busca-de-cura-para-o-novo-coronavirus/

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })