Notícias do setor farmacêutico

Países que aplicam BCG tem menos casos de Covid-19

7.557

Um levantamento liderado por pesquisadores americanos e ingleses revelou que países que não têm políticas de vacinação contra tuberculose, a BCG,  tiveram dez vezes mais mortes por covid-19. O estudo foi publicado no medRxiv, um repositório que distribui manuscritos completos, mas não publicados, apenas em fase de preprint.

Os dados poderiam explicar o maior número de casos em países como Espanha, Itália e Estados Unidos, onde não é obrigatório tomar a vacina BCG.

Os cientistas analisaram a mortalidade pelo coronavírus entre 9 e 24 de março em 178 países e verificaram que a incidência da covid-19 foi de 38,4 casos por 1 milhão de pessoas em comparação com 358,4 casos em países que não tinham políticas de vacinação.

A taxa de mortalidade foi de 4,28 a cada um milhão de pessoas nos países com programas BCG em comparação com 40 a cada um milhão de pessoas nos países sem os programas de vacinação.

A Itália, por exemplo, que registrou mais de 13 mil mortes por covid-19, nunca teve uma campanha de vacinação contra a tuberculose. Já o Japão, com apenas 63 mortes, possui uma política universal de vacina BCG.

“Os países que iniciaram tardiamente a política universal do BCG (Irã, 1984) tiveram alta mortalidade, consistente com a ideia de que o BCG protege a população idosa vacinada”, escreveram os autores no artigo.

Fonte: O Estado

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/07/03/cientistas-descobrem-composto-quimico-letal-para-a-bacteria-da-tuberculose/

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.