Notícias do setor farmacêutico

Casos de coronavírus aumentam de forma acelerada no interior de SP

52

coronavirusCoronavírus  – O número de casos do novo coronavírus vem crescendo de forma acelerada no interior de São Paulo. Segundo levantamento feito pela Secretaria estadual de Desenvolvimento Regional de São Paulo, o número de casos confirmados de pessoas infectadas pelo vírus cresceu 3.302% no interior do estado entre os dias 1º e 30 de abril, passando de 129 casos para 4.389.

Siga nosso instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Apesar do número absoluto de infectados se concentrar na região metropolitana, o contágio cresce proporcionalmente a um ritmo quatro vezes mais rápido no interior e no litoral de São Paulo. Na região metropolitana o crescimento nesse mesmo período foi de 770%, passando de 2.793 para 24.309 casos.

Até meados de março, o vírus estava restrito à região metropolitana de São Paulo. Mas começou a se alastrar pelo interior e pelo litoral do estado. Em menos de 45 dias, o vírus chegou a todas as regiões do estado. Até 17 de março, apenas nove cidades da região metropolitana apresentavam casos e somente a capital registrava óbitos. Agora, já há casos confirmados em 332 dos 645 municípios paulistas e mortes registradas em 150 cidades.

Entre 15 e 30 de abril, a região que apresentou maior aumento no número de casos foi a de Itapeva, com 1.125% de crescimento, passando de 4 para 49 casos. Ela é seguida pelas regiões de Registro (com 546% de crescimento, passando de 13 para 84 casos) e Barretos (com 475% de crescimento, passando de 12 para 69 casos).

Segundo a secretaria, os casos vêm crescendo ao mesmo tempo em que a taxa de isolamento no estado vem caindo. A média de isolamento entre os dias 31 de março e 14 de abril era de 55% em todo o estado. Duas semanas depois, entre os dias 15 e 29 de abril, a média de isolamento chegou a apenas 49%. Ontem (4), a taxa de isolamento chegou a apenas 47% em todo o estado, abaixo do valor considerado satisfatório pelo governo paulista, que é de 50%. O ideal, segundo o governo, é que a taxa ficasse acima de 70%, o que impediria a propagação do vírus e diminuiria as chances de colapso nos hospitais.

Na região de Itapeva, por exemplo, o isolamento entre os dias 15 e 30 de abril caiu de 52% para 47% em relação aos 15 dias anteriores. Mesmo período em que a região registrou a maior proporção de aumento de casos do estado. Ou seja, quando caiu o isolamento, o número de casos na região cresceu de forma acelerada.

“O isolamento social é apontado por médicos e especialistas como o recurso mais eficaz para enfrentar o novo coronavírus. É fundamental que a taxa de isolamento siga crescente para que continuemos a ter sucesso na estratégia de combate à doença, principalmente neste momento de franca aceleração da curva de contágio”, disse Marco Vinholi, secretário da pasta.

Fonte: IstoÉ Dinheiro

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/05/05/camara-aprova-em-1o-turno-alteracoes-na-pec-do-orcamento-de-guerra/

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })