Notícias do setor farmacêutico

Com alta no preço de Azitromicina, Cloroquina e Tamiflu, Procon notifica farmácias de Manaus

86

Farmácias  – O Procon Amazonas pediu esclarecimentos a dez farmácias de Manaus sobre o preço de medicamentos com alta demanda neste período de pandemia do novo coronavírus. Entre os abusos de preços, aparecem na lista medicações como cloroquina e Tamiflu. Os estabelecimentos foram notificados, nesta segunda-feira (18), pelas equipes do órgão.

Siga nosso instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Os fiscais do Procon-AM pediram que as farmácias entreguem em até 48 horas informações sobre os preços praticados, no dia 31 de março deste ano. As medicações constatadas são:

Azitromicina

Levofloxacino

Hidroxicloroquina

Tamiflu

Montelair

Koide D

Novalgina

Ivermectina

Prednisolona

Clenil A

vitaminas D e C + Zinco.

A partir daí, o órgão poderá constatar se houve alta abusiva nos valores. “Estamos atentos às demandas sociais. A população não pode ser ainda mais prejudicada neste momento. Se o preço subir de maneira injustificada, o estabelecimento será punido”, afirmou o diretor-presidente do Procon-AM, Jalil Fraxe.

No início do mês, o órgão notificou o Sindicato do Comércio Varejista de Drogas do Amazonas (Sindidrogas) e pediu dados sobre os valores dos mesmos medicamentos listados nesta segunda-feira. A resposta do Sindicato está sob análise.

Fonte: G1

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/05/20/eurofarma-planeja-lancar-22-genericos-em-2020/

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.