Notícias do setor farmacêutico

Mulheres ainda não procuram farmácias para denunciar violência

73

Lançada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) a campanha “Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica” ainda não teve adesões em Bagé por parte das mulheres. A reportagem do jornal Folha do Sul entrou em contato com algumas farmácias que já tinham aderido à campanha e o relato foi o mesmo. “Ninguém nos procurou ainda”, afirmou a funcionária de um dos estabelecimentos.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

A campanha tem o objetivo ser uma forma de facilitar as denúncias em tempo de pandemia. A mulher que quiser denunciar o agressor deve mostrar um X vermelho na palma da mão para um dos funcionários do estabelecimento para que seja feito o acolhimento da vítima, bem como o encaminhamento da denúncia à polícia.

A ação é voltada para as mulheres que têm dificuldade para prestar queixa de abusos, seja por vergonha ou por medo. Conforme a Agência Brasil, cerca de 10 mil farmácias de todo o Brasil, filiadas a duas associações do setor, são parceiras na iniciativa. Segundo o material da campanha, atendentes e farmacêuticos seguirão protocolos preestabelecidos para lidar com a situação e não necessariamente serão chamados a testemunhar nos casos. A AMB elaborou duas cartilhas explicativas sobre a campanha. Uma é destinada para as mulheres, explicando como proceder para fazer a denúncia, a outra é para as farmácias, sobre como os funcionários devem reagir ao acolher as vítimas. As duas cartilhas completas estão disponíveis no site da AMB e podem ser acessadas no link https://www.amb.com.br/sinalvermelho/?doing_wp_cron=1591753579.9306440353393554687500.

Números em Bagé

Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul (SSP), Bagé registrou 153 casos de ameaça contra a mulher nos cinco primeiros meses do ano. No mesmo período, a Rainha da Fronteira registrou 80 casos de lesão corporal, oito estupros e um feminicídio tentado, mas nenhum consumado.

Fonte: Jornal Folha do Sul

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })