Notícias do setor farmacêutico

Cientistas pedem doação de tosse para pesquisa sobre Covid-19

150

Imagine poder fazer uma “doação” de tosse para ajudar no combate à Covid-19. Você pode, como parte de uma pesquisa do Instituto Butantan e da Fiocruz. Os cientistas dos institutos querem treinar usar inteligência artificial no diagnóstico da doença e de outros problemas pulmonares.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

A ideia é que o programa consiga detectar peculiaridades sonoras que possam ser indicativas de doenças.

A pesquisa teve início nesta semana e a sua primeira fase consiste em voluntários enviando áudios de tosse. Com isso, o banco de dados obtido ajudará no treinamento da inteligência artificial, que foi desenvolvida pela Intel.

Inicialmente, o objetivo é obter 900 áudios, com 300 deles provenientes de pessoas saudáveis, 300 de pessoas com confirmação de Covid-19 por exames e 300 com outras doenças pulmonares.

Dentre as pessoas saudáveis, os pesquisadores querem tosses forçadas de pessoas que não tiveram sintomas de tosse, febre ou falta de ar nos últimos 30 dias.

Os participantes com Covid-19 devem ter confirmação da doença por testes moleculares (PCR). Nesse caso, os pesquisadores também colherão dados como idade, dias dos sintomas, frequência respiratória, saturação de oxigênio, entre outros.

Por fim, para o grupo de pessoas que tosse sem Covid-19, os pesquisadores procuram doenças como pneumonia bacteriana, refluxo gastroesofágico, asma ou Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC).

Somente pessoas com mais de 18 anos podem “doar” a tosse, o que deve ser feito no SoundCov. No site, o participante deverá gravar um áudio de tosse (30 a 60 segundos) e, em seguida, responder um questionário. Os dados coletados pela pesquisa são anônimos.

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/06/12/farmaceutica-da-inicio-a-novo-teste-em-humanos-de-tratamento-com-anticorpos-contra-a-covid-19/

A parceria público-privada teve intermediação do Movimento Brasil Competitivo (MBC), e também tem participação da USP (Universidade de São Paulo) e da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Fonte: Região Noroeste

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })