Notícias do setor farmacêutico

Coronavírus em Blumenau: mais três mortes e pedido de cloroquina

A cidade contabiliza 6.875 pessoas infectadas pelo novo coronavírus; são 342 a mais do que na quinta-feira (23)

27

A prefeitura de Blumenau confirmou mais três mortes em decorrência do novo coronavírus. As vítimas são homens de 52, 66 e 69 anos, com históricos de comorbidades. Um deles faleceu na segunda (20) e o outro na quarta (22), porém os exames confirmando a Covid-19 ainda não tinham chegado. O terceiro paciente foi a óbito nesta sexta (24).

Siga nosso instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Blumenau soma agora 34 mortes pela doença. A cidade contabiliza também 6.875 pessoas infectadas pelo novo coronavírus. São 342 a mais do que na quinta (23). Conforme o último boletim da prefeitura, 57 moradores da cidade estão internados em UTI e 56 em enfermaria, entre casos confirmados e suspeitos.

Ocupação dos leitos

O município tem 62 dos 63 leitos de terapia intensiva para casos de coronavírus ocupados. Há, ainda, 11 pacientes nos chamados leitos de guerra – estruturas criadas de forma emergencial para atender a demanda. São 57 moradores de Blumenau e 16 de cidades da região.

Nos leitos de enfermaria, a taxa de ocupação é de 40%. Dos 71 pacientes internados, 56 moram em Blumenau e 15 em outros municípios.

Blumenau pede cloroquina

Em transmissão ao vivo pelas redes sociais, na noite desta quinta, o prefeito Mário Hildebrandt confirmou que a prefeitura vai receber cerca de 600 comprimidos de cloroquina. As doses são enviadas pelo Ministério da Saúde através do governo do Estado.

A quantidade não representa nem metade do que foi solicitado, considerando o pedido inicial de 20 mil comprimidos. O baixo quantitativo levou a prefeitura a fazer uma requisição direta ao governo Federal de mais 40 mil doses de cloroquina.

O medicamento não será incluído no protocolo de tratamento da Covid-19, mas ficará à disposição caso os médicos optem por receitá-lo.

“A distribuição vai ser feita com base em solicitação médica, em autonomia médica. Nós não vamos colocar e nem obrigar nenhum profissional da saúde de Blumenau ou da prefeitura a receitar qualquer medicamento”, explicou o prefeito.

Fonte: ND Mais

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/07/24/rede-de-farmacias-bemol-tem-127-de-crescimento-em-vendas-apos-implementar-robotizacao/

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })