Notícias do setor farmacêutico

‘Somos mais que uma marca de câmeras’, diz CEO da Kodak após ressurgir com remédios

60

A Kodak, que voltou para as manchetes depois de fechar um acordo multimilionário com o governo dos Estados Unidos para a produção de insumos farmacêuticos, está mais associada a produtos químicos do que às câmeras e fotos que deram fama à empresa, defende o CEO Jim Continenza em uma entrevista ao Yahoo Finanças.

Depois de passar vários anos estagnadas, as ações da empresa subiram mais de 500% em 24 horas, pegando Wall Street de surpresa. A Kodak já foi uma marca muito conhecida, mas a revolução digital que transformou os smartphones em câmeras acabou com essa popularidade toda.

No entanto, essa situação mudou de repente esta semana, quando o governo Trump, reforçando o compromisso de acabar com a dependência de cadeias de abastecimento internacionais para a obtenção de medicamentos, ofereceu um empréstimo de US$ 765 milhões à Kodak para a fabricação local de insumos farmacêuticos ativos.

De acordo com Continenza, essa mudança da Kodak não deveria causar tanta surpresa. “Não produzíamos câmeras, mas sim filme. Sempre fomos uma empresa de produtos químicos”, explicou ele ao Yahoo Finanças.

Ele também contou que a Kodak já vinha fabricando insumos farmacêuticos ativos há dois anos, mas não tinha capital suficiente para aumentar o volume de produção. O empréstimo do governo tem um cronograma de dois anos e é apenas uma das etapas para conseguir esse aumento.

“Não somos contra a cadeia de abastecimento”

Com os problemas na cadeia de abastecimento internacional, o governo Trump vem recomendando com frequência o aumento da fabricação nacional, especialmente para substituir produtos chineses. Embora tenha defendido a manutenção do status quo, o CEO da Kodak destacou a necessidade de produzir insumos essenciais dentro do país.

“Não somos contra a cadeia de abastecimento internacional, mas queremos garantir que os Estados Unidos tenham todos os medicamentos necessários, especialmente os mais essenciais para evitar mortes”, comentou Continenza.

O empresário também afirmou que a infraestrutura robusta da Kodak pode agilizar o início da produção. Além disso, como o contrato prevê que a empresa satisfaça 25% das necessidades de insumos farmacêuticos ativos dos Estados Unidos, o processo precisará ser aprimorado, com maior uso de tecnologia.

“Vamos passar da produção em lotes para a produção contínua para manter os custos baixos”, comentou Continenza, explicando que essa mudança nos processos e a redução da necessidade de mão de obra (serão contratados menos de 400 novos funcionários) ajudarão a manter a competitividade da empresa.

Além disso, a Kodak vai firmar contratos de fornecimento com várias outras empresas, que cuidarão de outros aspectos da produção de medicamentos. No entanto, ainda não se sabe ao certo quais serão essas empresas e qual será o nível de participação do governo nesse processo.

Segundo Continenza, “a ideia é que tudo aconteça ao longo de três anos e meio”.

Atividade na bolsa de valores

As ações da Kodak dispararam na quarta-feira, alcançando um pico diário de US$ 53, depois de passar cerca de um ano cotadas a US$ 2.

Apesar da boa notícia, já havia preocupações com transações suspeitas antes mesmo da divulgação do acordo. A notícia foi publicada na terça-feira, mas as ações da Kodak já tinham começado a subir na segunda.

Continenza afirmou ao Yahoo Finanças que a empresa fez o possível para manter a confidencialidade.

“(As ações) subiram apenas cerca de 20 a 30 centavos na segunda, não foi o vazamento do século”, brincou ele. O executivo também comentou que o maior movimento das ações aconteceu depois do anúncio da Corporação Financeira dos EUA para o Desenvolvimento Internacional (DFC).

Fonte: Yahoo Finanças

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/07/30/butantan-foi-procurado-por-russos-sobre-parceria-para-producao-de-vacina-diz-dimas-covas/

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })