Notícias do setor farmacêutico

Efeitos negativos da covid-19 impactaram 44% das empresas

32

Na primeira quinzena de julho, 44,8% das 2,8 milhões de empresas brasileiras perceberam efeitos negativos da pandemia de covid-19. O efeito foi pequeno ou inexistente para 28,2% e para 27% os efeitos das medidas de isolamento social foram positivos.

Os dados são do terceiro ciclo da Pesquisa Pulso Empresa, divulgada hoje (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

As empresas mais afetadas são as pequenas, que tem até 49 funcionários e respondem por 2,7 milhões do total pesquisado. Nesta faixa, 44,9% sofreram impacto negativo. Nas médias, que tem entre 50 e 499 funcionários, o impacto negativo foi sentido por 39,1% e entre as grandes o percentual ficou em 39,2%. Já o impacto positivo foi sentido por 27% das pequenas empresas, 23,4% das médias e 25,3% das de grande porte.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

“Esse impacto se deu de forma desigual, mais de 500 empresas fecharam as portas nesse período, e com isso o número dos desempregados aumentaram, existe uns segmentos por serem essenciais, em vez de cair até cresceram, como é o caso de farmácias e supermercados. Porém pequenas lojas, como é no caso de roupas e calçados, tiveram muitas quedas” explicou o economista Fabio Martinez.

Ele reforça que várias empresas estavam se adaptando e investindo em redes sociais.

“Com as portas abertas há a tendência de melhoras e até criar mecanismos de driblar essa crise financeira, que o pequeno muitas vezes sofre mais” disse.

“Esse impacto se deu de forma desigual, mais de 500 empresas fecharam as portas nesse período” explica Fábio Martinez (Foto: Arquivo FolhaBV)

Setor de serviços

O setor de serviços foi o mais impactado no período pesquisado, com 47% das 1,2 milhão de empresas relatando efeitos negativos, com destaque para os serviços prestados às famílias (55,5%) e os serviços profissionais, administrativos e complementares (48,3%). No setor do comércio os efeitos negativos atingiram 44% de 1,1 milhão de empresas, com maior impacto no comércio de veículos, peças e motocicletas (52,4%).

A indústria ficou estável, com um impacto negativo em 42,9% das 313,4 mil empresas, e na construção, com 38% das 160 mil empresas afetadas negativamente.

Vendas

A queda nas vendas por causa da covid-19 na primeira quinzena de julho foi relatada por 46,8% das empresas, o efeito foi pequeno ou inexistente para 26,9% e positivo para 26,1%.

O comércio varejista (54,6%) foi o mais impactado nas vendas; seguido pelos serviços profissionais, administrativos e complementares (48,1%) e de serviços prestados às famílias (47,7%). A queda nas vendas na indústria foi relatada por 40,8% das empresas do setor e na construção por 31,9%.

Perceberam aumento nas vendas no período analisado 40,5% das empresas de comércio de veículos, peças e motocicletas. No comércio como um todo, o percentual é de 32,7% e na indústria 28% das empresas aumentaram as vendas.

Sobre a capacidade de fabricação dos produtos ou a capacidade de atendimento aos clientes, 47,4% das empresas não percebeu alteração no período analisado, 41,3% alegaram dificuldade e para 11,3% houve facilidade.

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/08/10/com-572-registros-mortes-por-covid-19-no-brasil-passam-de-101-mil/

O acesso aos fornecedores de insumos, matérias-primas ou mercadorias não teve alteração para 51,8% das empresas e 38,6% tiveram dificuldade, com destaque para o comércio de veículos, peças e motocicletas (72%) e o setor de comércio como um todo (47,4%).

A queda nas vendas por causa da covid-19 na primeira quinzena de julho foi relatada por 46,8% das empresas (Foto: Nilzete Franco/Folhabv)

Fonte: Folha de Boa Vista

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })