Notícias do setor farmacêutico

Brasileiro que morreu recebeu placebo da vacina de Oxford, diz agência

45

O médico João Pedro Feitosa, de 28 anos, que participava voluntariamente dos testes da vacina de Oxford e faleceu por complicações da covid-19 não tomou doses da vacina. Segundo a agência Bloomberg, um parente do jovem recém-formado afirmou que João fazia parte do grupo que recebeu placebo.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Em nota, a laboratório AstraZeneca, também responsável pelo teste, afirmou não pode comentar casos individuais. “Obedecemos estritamente à confidencialidade médica e às regulamentações relativas a estudo clínicos e, em linha com esses princípios, podemos confirmar que todos os processos de revisão exigidos foram seguidos”.

A vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford junto à AstraZeneca está entre as principais apostas do governo federal para uma futura campanha de vacinação contra covid-19.

Os testes da pesquisa da Oxford estão na fase 3. Eles foram iniciados no Brasil em junho.

Fonte: Grande Ponto

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/10/21/governo-deve-entender-que-remedio-e-investimento-nao-despesa-diz-presidente-do-sindusfarma/

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.