Notícias do setor farmacêutico

Menstruação atrasada? Saiba o dia ideal para fazer o teste de gravidez!

Especialista explica como deve ser o cálculo para saber o dia em que o teste tem mais chances de estar correto

278

Quem está tentando engravidar sabe bem o que uma menstruação atrasada pode significar. Ao menor sinal de atraso, geralmente, a primeira coisa que a tentante pensa é: “vou fazer o teste de farmácia”. Entretanto, é necessário saber o dia ideal para fazer o teste, pois se realizado muito no início, ele pode dar um resultado comumente chamado de “falso negativo”.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Segundo a especialista em reprodução assistida, Cláudia Navarro, é comum que mulheres que iniciaram ciclos de reprodução assistida, ou mesmo as que ainda não buscaram ajuda médica, tenham sempre um teste de farmácia em casa. “O desejo de engravidar é grande, então fazer esses testes, em alguns casos, chega a ser algo frequente”, comenta a médica.

Então, qual o dia ideal?

Cláudia explica que o dia ideal para que o resultado tenha maior chance de estar correto vai depender de algumas variáveis. E alerta: “Ansiedade não combina com resultado positivo”. Além disso, é preciso conhecer o passo a passo de uma gravidez.

Normalmente, as mulheres ovulam por volta de 14 dias antes do fim do ciclo (quando chega a menstruação), independente da duração desse ciclo. Essa ovulação dá sinais, como sensibilidade nas mamas, maior desejo sexual e aumento de muco vaginal. Esse dia é o dia ideal para a relação sexual.

“O óvulo vai viver por cerca de 24 horas e é nesse período que ele deve ser fertilizado”, orienta a médica. Considerando que houve relação sexual e o óvulo foi fecundado, esse óvulo fertilizado vai se mover pelas trompas de Falópio em direção ao útero e se implantar após cerca de 6 a 12 dias. “Nesse processo, as células passam por aquela conhecida multiplicação que dará origem ao embrião e ao trofoblasto, que posteriormente se transformará em placenta”, explica.

“Então, só depois disso é que o organismo começará a produzir o HCG, hormônio que é detectado nos exames de gravidez”, diz. “É por isso que, em casos de Inseminação Intra Uterina (IIU), por exemplo, nós recomendamos a realização do teste após cerca de duas semanas do procedimento”, lembra Cláudia Navarro. “Já na Fertilização in Vitro (FIV), como transferimos o embrião em um estágio mais avançado, o resultado poderá se positivar mais cedo. É importante seguir as orientações do seu médico sobre a época ideal de realizar o exame”, comenta.

Tem que aguardar!

Em resumo, é necessário memorizar o dia da relação sexual (observando se estava no período fértil) e aguardar cerca de 14 dias, no mínimo, para realizar o teste. “Apesar disso, se a mulher tiver um ciclo desregulado por algum motivo, como acontece com portadoras de Síndrome dos Ovários Policísticos, é possível fazer um cálculo errado”, pondera.

Por isso, nesses casos, muitos médicos orientam que as pacientes o realizem com cerca de 14 dias após a provável ovulação. “A gente entende que a ansiedade é grande, mas antes de ser possível detectar o HCG, o teste dará negativo e pode ser motivo de uma frustração desnecessária”, diz.

E quando os testes se tornam rotina?

A especialista lembra que se a mulher conhece bem o seu corpo e sempre faz o cálculo correto, a chance de gravidez é alta. “Mas se ela está há mais de um ano fazendo isso e os testes de gravidez negativos se repetem todo mês, é hora de buscar um especialista médico”, alerta.

Segundo Cláudia, diversos fatores podem dificultar a gravidez e indicar infertilidade. Assim, mesmo que a mulher esteja fazendo tudo corretamente, ela não irá engravidar sem ajuda de um especialista. “Questões hormonais podem atrapalhar a ovulação, bem como doenças, fator idade e condições anteriores podem dificultar a gravidez. Inclusive o parceiro deve realizar um espermograma para observar possíveis alterações”, lembra.

Fonte: Notícias ao Minuto

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/10/28/anvisa-estende-prazo-de-consulta-publica-sobre-servicos-farmaceuticos/

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.