Notícias do setor farmacêutico

Ter uma afta aumenta risco de contrair IST no sexo oral?

535

Dúvida: Conheci um rapaz no aplicativo e acabamos saindo. Quando fomos transar, usamos camisinha. Mas durante o sexo oral, ele tirou a camisinha e gozou na minha boca, mas sem me avisar. Só que neste dia, eu estava com uma afta. Queria saber se corro risco de contrair alguma DST e até HIV?

O fato de você ter uma afta no dia que você tinha acabado de conhecer o rapaz aumenta um pouquinho o risco de contrair uma infecção sexualmente transmissível (IST). Hoje a gente fala em IST, e não DST, justamente porque muita gente pode ter uma infeção e transmiti-la para outras pessoas sem ficar doente, ou seja, sem ter nenhum sintoma.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Sempre que existe uma afta, ou um machucado na boca, é como se fosse uma porta de entrada a mais para uma infecção.

No entanto, mesmo que você não estivesse com a afta, essa chance existiria, já que volta e meia temos pequenos ferimentos e machucados na gengiva e na língua.

O risco é para diversos tipos de ISTs, como herpes, HPV, gonorreia e sífilis, que podem ser transmitidas pelo sexo oral. Para a transmissão do HIV o risco é pequeno, mas existe.

Sexo sempre deve ser feito com proteção para evitar o risco de contaminação. Não importa se é oral, vaginal ou anal.

Fonte: Doutor Jairo

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/10/28/anvisa-estende-prazo-de-consulta-publica-sobre-servicos-farmaceuticos/

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.