Notícias do setor farmacêutico

Suplemento alimentar: devo tomar?

213

Em meio à pandemia e à luta pela saúde, enfrentamos um vírus ainda sem controle, sem vacina e sem um tratamento realmente eficaz. Isso nos traz bastante preocupação, pois não podemos prever nossa reação caso tenhamos contraído o vírus.

A única certeza que temos é que manter o corpo saudável e a imunidade estável nos deixará não imunes, mas fortalecidos para combater o vírus no nosso corpo em caso de contaminação.

A maior dúvida que norteia a todos é como manter a imunidade estável para que o vírus não se aloje e provoque grandes problemas.

Nosso corpo atua com o combustível disponibilizado. Logo, nossa alimentação é, sim, o mais imprescindível para que todas as necessidades sejam supridas. Caso a alimentação seja restritiva por conta de alergia a algum alimento, ou porque não conseguimos consumir alimentos mais nutritivos e saudáveis, precisamos nos atentar para a reposição desses nutrientes.

Devo tomar um polivitamínico?

Devemos nos atentar para a  ingestão conjunta de vários nutrientes.  Investir em apenas um nutriente, sem a presença dos outros na alimentação, não previne nenhuma doença. Isso significa que precisamos da presença de todos os nutrientes necessários para uma vida saudável. 

É  claro que, para sabermos ao certo qual  nutriente está em falta no nosso organismo, é necessário um exame, fazendo um mapeamento de qual vitamina seu corpo está deficiente. 

Cada vitamina tem sua importância. Alimentos ricos em vitamina C, antioxidantes e zinco são essenciais, por exemplo, pois agem diretamente a favor do sistema imunológico.

Além disso, existem no mercado opções mais completas como a Spirulina, considerada um super alimento, entregando fortalecimento do sistema imunológico, melhora de desempenho e sensação de saciedade, além de outros benefícios.

Assim como este super alimento, temos opções de atitudes que  nos entregam grandes benefícios, se colocados dentro da nossa rotina. 

Investir em uma  alimentação saudável e diversificada, com muitas frutas legumes e verduras. Quanto mais colorido o prato,  melhor. 

Priorizar uma boa noite de sono é outro exemplo. A privação do sono pode prejudicar muito nossa resposta a infecções, fazendo toda a diferença no nosso corpo, e suas reações a doenças e infecções. O recomendado é de 6 a 8 horas de sono por noite. Então, se organize para que essas horas sejam cumpridas.

Aumentar a ingestão de água. A hidratação elimina as impurezas do corpo. Dessa forma, você fica mais protegido, impedindo que  possíveis infecções se alojem. 

Busque relaxar sempre que possível. Mesmo com tantas preocupações e responsabilidades, devemos fugir do estresse excessivo. Isso pode causar grandes danos ao corpo e as células, podendo baixar a imunidade, provocar doenças emocionais e outras que podem acabar com a saúde.

Nossa última dica é: faça exercícios regularmente. Eles estimulam o corpo e a mente e, comprovadamente, proporcionam melhora da função imunológica, otimizando as defesas do organismo diante de agentes infecciosos.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.