Notícias do setor farmacêutico

Beijo na boca pode transmitir gonorreia, alerta estudo

148

Pesquisadores australianos descobriram que o beijo de língua é capaz de transmitir gonorreia, a segunda infecção sexual transmissível (IST) mais frequente, ficando atrás apenas da clamídia. O estudo foi publicado na revista científica BMJ.

Para chegar a essa conclusão, eles entrevistaram homossexuais e bissexuais masculinos que frequentaram o centro público de saúde sexual em Melbourne, Austrália, entre março de 2016 e fevereiro de 2017. A chamada gonorreia orofaríngea, ou gonorreia oral, atinge principalmente esse público.

SUPERGONORREIA SE ESPALHA POR CONTA DE SEXO SEM CAMISINHA
Os pesquisadores perguntaram aos voluntários com quantos parceiros eles haviam se relacionado nos últimos três meses e dividiram as respostas em três categorias distintas: aqueles que apenas se relacionaram com beijos (sem sexo), os que apenas tiveram sexo sem beijo e os beijaram e também mantiveram relação sexual.

Crédito: Rawpixel.com/PexelsMais de 3 mil homens participaram do estudo
Ao todo, foram analisadas as respostas de mais de 3 mil homens com cerca de 30 anos. Ao final, eles foram testados para gonorreia orofaríngea e 6,2% tinham a doença – ou seja, mais de 200 participantes. Apenas beijo e beijo com sexo foram associados à gonorreia, mas somente sexo não.

Embora seja cedo e não seja motivo de alarde, há evidências que sugerem que a transmissão de gonorreia pelo beijo pode estar levando à propagação da doença na região central da Austrália.

Os Estados Unidos também enfrenta um aumento no número de casos. Entre 2013 e 2017, as notificações da doença aumentaram em 67%.

O que é gonorreia
Crédito: Jarun011/istockGonorreia é causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae
A gonorreia é uma infecção bacteriana que pode causar infecções nos genitais, no reto e na garganta de homens e mulheres. Quando não tratada, pode causar infertilidade, dor durante as relações sexuais e gravidez nas trompas.

Entre os sintomas, estão dor ao urinar ou no baixo ventre, corrimento amarelado ou claro, fora da época da menstruação, dor ou sangramento durante a relação sexual. A maioria das mulheres, no entanto, não apresentam sinais e sintomas.

Os homens podem apresentar ardor ao urinar, podendo haver corrimento ou pus, além de dor nos testículos.

Na presença de qualquer sinal ou sintoma dess

Fonte: Catraca Livre


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/12/02/tres-redes-nortearao-o-novo-varejo-farmaceutico-segundo-a-xp/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.