Notícias do setor farmacêutico

Programa Remédio em Casa beneficia 11 mil pacientes em dois meses; saiba como ser atendido

76

Pacientes assistidos pela Farmácia de Pernambuco podem receber seus medicamentos em casa através do Programa Remédio em Casa. A ação foi criada para auxiliar e dar comodidade aos pacientes que precisam de medicamentos especializados e de alto custo, e que façam parte do grupo de prioritários, sendo eles portadores de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), asma, Parkinson, Alzheimer, Lúpus, transplantados, com Síndrome Congênita do Zika/Microcefalia e transtornos psíquicos.

Veja também: Pacientes de São Carlos sofrem com falta de medicamentos em farmácia de alto custo

O programa também é restrito aos pacientes que não fazem uso de medicamentos termolábeis (que não suportam oscilações de temperatura) e infusionais (que dependem de aplicação com injeções), para que haja segurança e estabilidade durante o tratamento. Esses pacientes recebem os remédios indicados para cada tipo de tratamento conforme a prescrição médica e com o quantitativo, que pode corresponder a até dois meses de tratamento.

Siga nosso Instagram

Para os pacientes que desejam se cadastrar no programa, é necessário ir até a unidade central do Recife, localizada na Praça Osvaldo Cruz, bairro da Boa Vista, portando as documentações pessoais. O horário de funcionamento é de segunda a sexta, das 7h às 16h. A renovação do cadastro para receber os remédios é feita de seis em seis meses. Porém, devido à pandemia, todos os pacientes estão ativos até junho de 2021, por recomendação do Ministério da Saúde (MS).

Já os pacientes que ainda estão tirando os medicamentos na farmácia, é possível nomear até três representantes para que se dirijam a unidade, portando os dados pessoais do paciente e o laudo médico para que façam a retirada desse medicamento.

Para que os fármacos cheguem até os pacientes, 20 motoqueiros realizam, diariamente, uma média de 500 entregas. Os profissionais chegam à casa dos pacientes identificados com os materiais do Programa Remédio em Casa, como colete e adesivagem das motos, além de estarem usando os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

A implantação do Programa proporcionou a diminuição de aproximadamente um terço no quantitativo de pacientes que se dirigiam à unidade de saúde mensalmente.Consequentemente, também há uma maior proteção das pessoas mais vulneráveis neste período de pandemia.

“Até o momento, os pacientes atendidos pelo Remédio em Casa são residentes de 10 municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR). Com a estratégia, possibilitamos a eles a tranquilidade de receber o tratamento medicamentoso com a oferta de 80 itens especializados ou de alto custo para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em casa e em segurança, com dia e hora pré-estabelecidos”, afirma o diretor geral de Assistência Farmacêutica da SES-PE, Mário Moreira.

Fonte: Folha de Pernambuco 

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.