Notícias do setor farmacêutico

Vigilância Sanitária interdita drogaria por descumprimento de protocolo para a Covid-19 em Salvador

86

Para coibir descumprimentos de protocolos necessários para garantir a segurança da população durante o enfrentamento contra a Covid-19, a Vigilância Sanitária (Visa), órgão vinculado à Secretaria Municipal da Saúde (SMS), visitou nesta sexta-feira (19), 88 drogarias de Salvador para fiscalizar as medidas de proteção.

Veja também: Grupo DPSP tem cinco vagas de emprego para Farmacêuticos

Durante as visitas um estabelecimento no bairro de Jardim Apipema foi interditado por não apresentar condições adequadas no controle da temperatura, recurso importante para garantir a qualidade sanitária dos medicamentos.

Siga nosso Instagram

De acordo com o subcoordenador da VISA, Raoni Rodrigues, a mobilização assegura ao cidadão que as manutenções preventivas contra o vírus nos estabelecimentos ocorram sem prejudicar a saúde pública. “A intensificação do serviço no caso das drogarias, por exemplo, que são serviços essenciais durante uma crise sanitária, resguarda os consumidores da doença já que boa parte da circulação dessas pessoas são para comprar materiais de proteção individual como máscaras e álcool gel”, salientou.

Mais de 1.034 farmácias já foram inspecionadas pela Visa desde o início da pandemia, durante as verificações são observados os itens do protocolo geral como álcool disponibilizado para clientes e funcionários, seguido de distanciamento para as filas, presença de máscaras, proteção da máquina de cartão de crédito, barreira acrílica ou faceshield para os caixas, além de garantir que as drogarias estejam cadastradas no sistema de notificação da Agência Nacional de Vigilância (Anvisa).

Ainda nesta sexta (19), outros estabelecimentos comerciais também estiveram no radar da Visa como salões de beleza e restaurantes.

Com o aumento no número de casos na capital, o órgão potencializou as operações especiais que vêm acontecendo desde março de 2020 com dezenas de profissionais nas ruas. O cidadão pode realizar denúncias à Vigilância Sanitária através do Fala Salvador 156.

Fonte: Salvador Notícias

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.