Notícias do setor farmacêutico

Governadores visitam laboratório da vacina Sputinik V em Brasília

122

Governadores de diversas regiões do país visitaram, nesta terça-feira (2), os laboratórios da União Química – uma das parceiras do Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF) para produção da vacina Sputnik V no Brasil. Em reunião com a direção da farmacêutica, os representantes dos estados pediram um cronograma de produção.

Siga nosso instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Ao todo, participaram da visita representantes de 22 entes federativos, além de técnicos do Ministério da Saúde. O encontro fez parte da agenda do Fórum de Governadores, que estuda a compra de imunizantes por parte dos municípios e estados (saiba mais abaixo).

Durante o encontro, o presidente da União Química, Fernando de Castro, lembrou que o governo russo pode fornecer 10 milhões de doses da Sputnik V para o Brasil – conforme já previsto pelo governo federal. Ele disse ainda que os laboratórios podem produzir até 8 milhões de doses por mês no Brasil, a partir de abril, caso a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorize.

“Só estamos dependendo da liberação do uso emergencial pela Anvisa pra gente poder trazer esses 10 milhões, e daí começar a produção local”, disse Fernando Castro.

“Só estamos dependendo da liberação do uso emergencial pela Anvisa pra gente poder trazer esses 10 milhões, e daí começar a produção local”, disse Fernando Castro.

Conforme o presidente da União Química, a empresa vai encaminhar nesta semana, à Anvisa, os documentos complementares para a análise do pedido de uso emergencial e definitivo da Sputinik V. O G1 questionou a agência sobre o andamento da solicitação, mas não obteve resposta até a última atualização desta reportagem.

Compra pelos estados

O coordenador do Fórum dos Governadores, Wellington Dias (PT), do Piauí, não descartou a compra das vacinas Sputinik V por parte dos estados quando a produção estiver sendo realizada em Brasília.

“A compra pode ser direta pelo Ministério, ou através do estado com a possibilidade de reembolso por parte dos ministérios, como, por exemplo, acontece com o [Instituto] Butantan”, diz Wellington Dias.

“A compra pode ser direta pelo Ministério, ou através do estado com a possibilidade de reembolso por parte dos ministérios, como, por exemplo, acontece com o [Instituto] Butantan”, diz Wellington Dias.

Ainda de acordo com o governador do Piauí, a meta dos estados é chegar até julho com 70% da população vacinada. O vice-governador de Brasília, Paco Britto (Avante), representou o DF na reunião. Ele não falou com a imprensa após o evento.

Fonte: G1.Globo

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2021/02/18/basf-cria-plataforma-para-pequenas-farmaceuticas/

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.