Notícias do setor farmacêutico

Vendas de antidepressivo no Brasil aumentam 17% na pandemia

124

Em meio à pandemia de coronavírus, um levantamento inédito do Conselho Federal de Farmácia (CFF) indicou um acréscimo de 17% nas vendas de antidepressivos e estabilizadores de humor em 2020.

Veja também: Vick investe em proteção com spray nasal

Medo da infecção, mudanças na rotina, incertezas e o isolamento social estão entre fatores que levaram mais pessoas aos consultórios de psiquiatras.

Siga nosso Instagram

Os profissionais da área seguem alertando sobre a necessidade de observar sintomas como alterações no sono, ansiedade e desânimo, e de buscar ajuda ao sentir impactos na saúde mental.

Wellington Barros, consultor do CFF e professor da Universidade Federal de Sergipe (UFS), explicou:

‘Verificamos o consumo nos períodos de 2018 em relação a 2017, 2019 a 2018, 2020 a 2019. Este último levantamento teve um aumento significativo de venda de remédios para transtornos de humor e psicotrópicos de 17%.’

Barros completou:

‘Em 2019, tinha sido de 12% e, em 2018, de 9%. Isso mostra o impacto da pandemia na saúde mental das pessoas.’

Fonte: Renova Mídia

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.