Notícias do setor farmacêutico

Consumidor de produtos de higiene e limpeza retoma velhos hábitos

131

A pandemia está provocando o retorno a hábitos simples de higiene pessoal e de cuidado com o ambiente doméstico ou de empresas.

Higienizar as mãos com frequência, tirar o sapato para entrar em casa, procurar tapetes sanitizantes na entrada de estabelecimentos comerciais, nas escolas, mesmo nas residências, lavar frutas.

Siga nosso instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Novos hábitos ou retorno de hábitos antigos?

A empresária Gisele Dias França, da PI Soluções em Higiene, diz que os novos tempos revivem velhos hábitos, que vão ficar para sempre:

‘A higiene é a melhor prevenção. Este é o mote atual de nosso trabalho na comercialização de produtos de higiene e limpeza, setor que registra crescimento de vendas surpreendente. As pessoas vão cuidar mais da saúde e dos cuidados com higiene. Calculamos em 80 por cento o aumento de nossos negócios no período da pandemia, provocando já em março do ano passado aumento do número de funcionários e reorganização de veículos para as entregas. Nossos clientes esterilizam calçados para entrar na loja, evitam tocar nas mercadorias, na hora de pagar limpam as mãos no álcool em gel, respeitam o distanciamento. ‘

Gisele e o irmão Gustavo cuidam da loja PI-Higiene e Limpeza, da rua José Zgoda, 219, dividindo tarefas: ele é o responsável por funções relativas ao administrador, finanças e estrutura de apoio ao cliente, para entregas ágeis e pontuais:

‘A organização é fundamental para apoio das vendas e das entregas, nosso grande foco porque as vendas por whatsapp e telefone significam mais de 50 por cento do movimento. Abandonamos televendas. Trabalhei em vendas de rua com meu pai e após me formar em administração de empresas vim para o serviço interno. É muito importante a logística em relação a estoques e prazos de entrega. O cliente atual sabe o que quer, pergunta pelo melhor.’

Gisele era professora de educação física e trabalha nas vendas, na relação direta com os clientes e cuida das atividades relacionadas às mídias sociais.

Linha completa de aromatizantes de ambientes.

Nesta relação com o público via mídias sociais Gisele encontrou um caminho interessante, fornecendo orientações para atitudes simples e populares em relação a dicas de limpeza para casas de praia e veraneio, uso do limão para a limpeza de banheiros, de vinagre para lavar espelhos e vasos sanitários.

Ensina também que agua sanitária e álcool não se misturam: a combinação gera gases e substâncias intoxicantes que podem causar irritações e desmaios.

E os exemplos são muitos?

A empresa era distribuidora, agora tem loja física.

Trabalhavam com álcool e os cuidados com a Covid-19 provocaram diversificação com novas fórmulas de álcool gel, desinfetantes e sabonetes líquidos.

Sabonete líquido da marca Premisse.

O sabonete líquido tem melhor rendimento, a fragrância permanece do começo ao fim e os hidratantes para usar na pele são de indústria especializada em cosméticos, com ph neutro.

A loja é focada em produtos de higiene e limpeza, agregou tapetes sanitizantes, bactericidas, máscaras, e o cliente pode encontrar uma variedade muito grande de produtos, panos de prato, panos de chão, sacos de lixo, odorizadores de ambientes, detergentes, inclusive da marca Premisse, empresa representada pelo pai.

A arte de vender está no sangue da família.

O pai, Joacir Benedito Dias, é representante comercial, o marido de Gisele é representante de remédios para tratamento oncológico, o sogro, Zuza França, ocupava o barracão onde está a loja com câmeras frigoríficas e caminhões para a venda do fermento Fleyschmanns.

A mãe, Elisabeti Dias, trabalhou com o pai no apoio administrativo e agora ajuda no financeiro e nas cobranças. ‘Meu trabalho é discreto, o momento é dos filhos’.

Gisele permanece em casa no período matinal, acompanhando as filhas de 14 e dez anos nas tarefas escolares. Montaram estrutura para o estudo doméstico, melhoraram qualidade da internet. As filhas sentem falta da convivência escolar porém o desempenho pedagógico não foi prejudicado. ‘Antes, pedíamos para sair do celular, hoje estimulamos conversas virtuais com colegas. Em casa, faço lanches para o recreio das aulas, ajudo quando a internet fica instável’.

Fonte: JBA Notícias

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2021/03/16/farmacias-sao-joao-alcancam-a-marca-de-800-lojas/

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.