Notícias do setor farmacêutico

Conheça 7 causas para a sua dor de barriga

129

Infecções por vírus e bactérias, irritação do intestino, ingestão de comidas ou bebidas às quais você tem alergia. Vários são os fatores que podem causar dor de barriga.

Infecções por vírus e bactérias, irritação do intestino, ingestão de comidas ou bebidas às quais você tem alergia. Vários são os fatores que podem causar dor de barriga.

Veja também: Conheça o farmacêutico esteticista

O quadro, que já é desconfortável por si só, pode ser ainda mais incômodo se estiver acompanhado dos seguintes sintomas:

  • Diarreia
  • Enjoos e vômitos
  • Febre

Siga nosso Instagram

Para saber qual pode ser a raiz do seu problema, vamos expor as principais causas da dor de barriga.

Reflexos naturais

Nem sempre a dor de barriga está ligada a uma doença específica. Por vezes, o nosso corpo possui alguns reflexos naturais que induzem a vontade de ir ao banheiro. Esses mesmos reflexos podem causar o incômodo, algo como um aviso de que está na hora de “obedecer à natureza”.

Dor de barriga por infecção

Sabe aquela comida que não cai bem? Seja um petisco no quiosque da praia ou aquele salgado que você come na estrada. Normalmente, a dor de barriga ligada a esses hábitos é causada por infecção.

Os causadores da infecção são microrganismos que podem ser amebas, bactérias e vermes. Esses seres podem ser derivados do mau armazenamento dos alimentos ou também serem naturais da região, mas seu organismo não está acostumado com eles.

Os sintomas ligados à essa doença, fora a dor de barriga, são diarreia, náuseas e vômitos, além de febre baixa. Comumente, eles duram no máximo cinco dias e você pode tratá-los apenas com medicamentos.

Caso haja sangue ou muco nas fezes, febre superior a 38,5 ºC, apatia e um número superior a dez evacuações por dia, isso pode indicar um quadro mais grave – por exemplo, uma infecção causada pela Salmonella e Shigella.

Inflamações

Os casos de inflamação no intestino, causadora de dor de barriga, usualmente estão ligados a doenças. Doenças como a de Crohn e a retocolite ulcerativa podem levar a um quadro intenso de inflamação, prejudicando o funcionamento do órgão.

Casos leves podem apresentar, além da dor de barriga, diarreia e gases. Casos mais graves apresentarão uma evolução nos sintomas, que poderão incluir perda de peso, sangue ou muco nas fezes e anemia.

Estresse

Quem tem uma vida agitada sabe que a nossa cabeça comanda o funcionamento de todo o resto do corpo. Com uma maior presença de adrenalina e cortisol no organismo, a atividade intestinal aumenta, podendo causar a dor de barriga e diarreia.

Normalmente após o motivo por trás do estresse e ansiedade ser resolvido, os sintomas também vão embora

Medicamentos

Medicamentos como laxantes, metformina, antibióticos, anti-inflamatórios e procinéticos podem desencadear a dor. Além disso, a absorção de líquidos também pode ser prejudicada.

Usualmente, essa dor é passageira e cessa após o fim do tratamento. Caso seja persistente ou intensa, cabe conversar com profissional da saúde para uma revisão medicamentosa.

Alergia

Com certeza você já ouviu falar da intolerância à lactose. Mas alergias a ovo, glúten e a proteína do leite também podem causar a dor de barriga. Essas alergias costumam irritar o estomago, dificultando a absorção dos nutrientes. A dor surge após a ingestão do alergênico e costuma passar até 48 horas depois. A intensidade varia de organismo para organismo.

Câncer

O câncer no intestino, por provocar deformidades na parede do órgão, pode dificultar seu funcionamento e provocar dor de barriga. Intensidade e presença de mais sintomas (como sangramento, prisão de ventre ou diarreia) irão depender do estágio e gravidade da doença.

Quando é o caso de ir ao médico?

Como a dor de barriga pode ser um mal comum e de fácil detecção, nem sempre o paciente vê a necessidade de ir ao médico. Mas caso os sintomas atinjam esses níveis, você deve visitar um profissional da saúde:

  • Diarreia que dure mais de cinco dias
  • Mais de dez evacuações em um mesmo dia
  • Febre superior a 38,5 ºC
  • Sangue nas fezes

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.