Notícias do setor farmacêutico

Em 2021, Ceará tem mais de um teste positivo para Covid por minuto

120

Nos primeiros 105 dias deste ano, o Estado atingiu expressivos 251.582 diagnósticos confirmados. É provável que, no tempo de leitura desta matéria, pelo menos seis novos testes para Covid-19 deem positivo no Ceará. Isso porque, em 2021, a média de confirmações de exames em todo o Estado é de 1,6 a cada minuto.

O levantamento do Diário do Nordeste se baseia em dados da plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), entre 1º de janeiro e 15 de abril deste ano, colhidos até 11h30 da última sexta-feira (16). Os dados podem variar conforme a inclusão de novos resultados no sistema. No Ceará como um todo, já foram analisados e liberados 627.403 exames, entre positivos, negativos e inconclusivos. Destes, 251.582 confirmaram a infecção pelo vírus Sars-Cov-2, representando taxa de positividade de 40,1%. A análise também considera o tempo decorrido nos primeiros 105 dias do ano.

O intervalo entre os diagnósticos confirmados variam de acordo com a região de saúde do paciente. A única com resultado semelhante ao geral é a região de Fortaleza, que agrega a Capital e mais 43 municípios. Nela, a média foi de um teste positivo por minuto. Após a macrorregião de Fortaleza, aquela com menor média é a de Sobral, com um teste positivo a cada 4 minutos. Por outro lado, a com maior intervalo é a do Sertão Central, onde testes confirmados aparecem praticamente a cada 14 minutos.

FORTALEZA

Na Capital do Estado, os testes positivos saem a cada 1 minuto e 30 segundos, segundo o levantamento. Até o dia 15 de abril, foram liberados 249.604 testes, dos quais 101.260 deram positivo – a taxa de positividade ficou em 40,5%. Os exames da autônoma Eliane Staut, 36, e do marido, o motorista Marcelo Staut, 46, deram positivo no dia 29 de março, após uma semana de sintomas leves confundidos com rinite e sinusite, que foram piorando com febre e dores no corpo.

A gente estava com muito medo, quase não saindo de casa pra evitar contato. O máximo que eu saía era pra mercantil e farmácia. Ele ficava em casa. Minha suspeita é que, em uma dessas saídas, a gente não tenha higienizado direito as compras” ELIANE STAUT – Autônoma.

No dia 3 de abril, sem melhorar com os medicamentos e com saturação de oxigênio baixa, Marcelo foi ao hospital. Lá, descobriu comprometimento de 50% dos pulmões e ficou internado. No dia 6, foi intubado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Também no dia 6, já preocupada com o esposo, Eliane também se internou após sentir forte cansaço aos menores esforços. Já no dia 14 de abril, ela finalmente comemorou alta da doença. Agora, em casa, espera o retorno do marido, que tem apresentado boa reação ao tratamento.

“Os primeiros dias foram muito difíceis, você não tem certeza de nada. É uma experiência muito solitária, mas você vê o tanto de pessoas que se une e se empenha ao máximo pra ajudar”, afirma, lembrando dos profissionais da saúde que a acolheram.

AUMENTO DA TRANSMISSÃO

Desde o início do ano, o Ceará vivencia um aumento no número de casos confirmados da doença. Para o biomédico e microbiologista Samuel Pereira, o volume de testes positivos está diretamente relacionado à maior circulação do vírus, especialmente em Fortaleza.

Comparado com o ano passado, houve um aumento substancial de casos, o que não seria explicado apenas com o aumento na testagem. Logicamente, com aumento no número de pessoas fazendo teste para Covid, auxiliou em uma melhor visão da doença em nossa comunidade” SAMUEL PEREIRA – Biomédico e microbiologista.

A epidemiologista Daniele Queiroz considera ainda que, desde o início do ano, “temos um aumento de oferta de exames e também uma definição clínica mais clara de casos, e isso possibilita algo mais assertivo no momento da solicitação do exame”.  Os dois especialistas consideram importantes os testes para Covid ofertados em farmácias, principalmente para identificar casos na fase aguda, quando ainda ocorre transmissão do vírus, para que os infectados se isolem e busquem informar seus contatos próximos.

TESTES NA REDE PÚBLICA

A Sesa informou que disponibiliza testes rápidos de antígeno para a rede de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e hospitais públicos de porta aberta que são referência no atendimento a pacientes com Covid-19.  A metodologia possibilita o diagnóstico em 15 minutos, por meio de swab nasal (cotonete). Cerca de 160 mil unidades do insumo foram adquiridas pela Sesa em março e serão distribuídas aos serviços em Fortaleza e no Interior.

Os testes podem ser utilizados para diagnóstico na fase aguda da doença, na janela entre o 1º e 7º dia do início dos sintomas. Se o teste der negativo, é recomendado que o paciente realize um teste RT-PCR. O tempo de entrega dos resultados do exame de RT-PCR é de 48h a 72h para pacientes internados, pacientes que vão realizar cirurgias ou transplantes de órgãos e em casos de óbitos. Para as demais ocorrências, o resultado sai, em média, em até sete dias.

INCREMENTO NA TESTAGEM

O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), ambos da rede estadual, e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Eusébio, são responsáveis por analisar as amostras coletadas nos exames de biologia molecular (RT-PCR) para diagnóstico da Covid-19.  No Lacen, eram processadas cerca de mil amostras por dia. Porém, neste ano, a Sesa adquiriu dois aparelhos termocicladores que incrementarão essa marca  para 3 mil processamentos diários. De março de 2020 a março deste ano, o Laboratório realizou 414.991 análises do tipo.

ONDE FAZER OS TESTES

Na região de Fortaleza, de forma voluntária e gratuita, a população tem duas opções de procura por testes diagnósticos da Covid: em centros de testagem sem agendamento ou pelo sistema drive-thru, mediante marcação prévia.

Centros

O Centro de Testagem da Praça do Ferreira, em Fortaleza, realiza 200 exames por dia de RT-PCR. Também existe um Centro de Testagem em Maracanaú, no Hospital Municipal João Elísio de Holanda. Qualquer pessoa, mesmo sem sintomas, pode ter acesso ao exame apresentando documento com foto. Os locais funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.  “Nos municípios, existem também unidades básicas de saúde e centros de testagem, além das UPAs e hospitais de porta aberta, que também fazem a testagem RT-PCR”, garante a Pasta.

Drive-trhu

É voltado para as pessoas entre o 3º e o 7º dia de sintomas leves ou moderados de Covid-19 e precisam de agendamento.  O drive do shopping Riomar Kennedy realiza, em média, de 120 a 130 exames de RT-PCR diários, marcados por agendamento, que abre toda sexta-feira por meio do sistema Saúde Digital ou pelo aplicativo Ceará App, do Governo do Ceará. Funciona de 8h às 16h. Já o agendamento para o drive do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), no bairro Papicu, é disponibilizado todas as semanas, às segundas e quintas-feiras, nas mesmas ferramentas digitais. O serviço opera de 8h às 17h.

“Passamos a ofertar uma média de 200 realizações diárias. Dentro dessas coletas, em março, chegamos a 30% de aumento, e a procura continua nessa segunda onda. O mês de abril já está nos indicando um aumento”, observa a coordenadora do Laboratório do HGF, Goretti Cavalcante.

Fonte: Jornal Diário do Nordeste – CE

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2021/04/20/mercado-farmaceutico-cresce-10-com-maior-pulverizacao/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.