Notícias do setor farmacêutico

Ação Civil Pública MPF contesta propaganda de médicos a favor do ‘tratamento precoce’

104

O Ministério Público Federal ajuizou ação civil pública na Justiça Federal de Porto Alegre contra uma associação de médicos que lançou uma propaganda a favor do ‘tratamento precoce’ contra a Covid-19. O órgão pede a reparação de R$ 10 milhões por dano potencial à saúde e dano moral coletivo.

No informe publicitário, a entidade Médicos Pela Vida defende o uso de medicamentos do chamado ‘kit Covid‘, como hidroxicloroquina, ivermectina, bromexina, azitromicina, zinco, vitamina D, anticoagulantes e corticoides, que não têm eficácia comprovada no tratamento da doença.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

O MPF alega que a publicação ‘leva o usuário a crer na existência de medicamentos eficazes contra a Covid‘, divulga os medicamentos sem qualquer indicação dos seus efeitos adversos e ainda estimula a automedicação.

O documento cita resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que estabelece regras para a publicidade de medicamentos e impede a veiculação de propagandas de produtos sem comprovação científica. O MPF pede que a Anvisa tome providências administrativas sobre o caso.

Fonte: Sertão 24 horas

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.