Notícias do setor farmacêutico

Colegiado define distribuição de doses da CoronaVac e AstraZeneca

85

A Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT) aprovou resolução que estabelece a distribuição, o armazenamento e a aplicação das 102.300 doses de vacina contra a covid-19, sendo 4.800 doses da CoronaVac, recebidas no sábado (1º), e 97.500 doses da AstraZeneca, recebidas na tarde desta segunda-feira (3).

A logística de distribuição das 102.300 doses aos municípios inicia nesta terça-feira (4). A CIB é composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-MT) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

Em breve, deve ser publicada outra Resolução com informações sobre a distribuição das 7.020 doses da vacina Pfizer.

A Resolução n° 33 determina que as unidades desta nova remessa sejam utilizadas como primeira e/ou segunda doses em idosos entre 60 e 69 anos, trabalhadores da saúde, pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência grave, gestantes ou puérperas, além de profissionais das Forças Armadas, de Segurança e Salvamento. O detalhamento das vacinas por público-alvo pode ser acessado no documento em anexo.

Os municípios deverão acompanhar os imunizados com a primeira dose para que esses possam receber prioritariamente a segunda dose dentro do período estipulado. Para a vacina CoronaVac, o prazo para a aplicação da segunda dose varia entre 14 e 28 dias; já o prazo da aplicação da segunda dose da AstraZeneca é de até 84 dias.

A Resolução também pactuou que 1.235 doses da vacina da AstraZeneca e 280 doses da vacina Coronavac ficarão armazenadas na Central da Rede de Frio, como estoque estratégico para a reposição de eventuais perdas técnicas.

Caso os municípios alcancem a completa vacinação dos públicos-alvo estabelecidos para a imunização, a CIB orienta a continuidade da imunização dos demais públicos elencados pelo Ministério da Saúde.

Após a distribuição dos imunizantes aos municípios, as vacinas deverão ser armazenadas conforme as condições estabelecidas pela fabricante e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com o apoio da segurança pública.

A aplicação das doses deve ser obrigatoriamente registrada pelos municípios no Sistema Nacional do Programa de Imunização (SI-PNI), do Ministério da Saúde.

Até o momento, Mato Grosso já recebeu 940.780 doses de imunizantes contra a Covid-19.

Fonte: Gazeta Digital

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2021/04/27/sem-condicoes-de-aplicar-segunda-dose-da-coronavac-governo-do-es-pede-envio-de-vacinas-extras/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação