fbpx

Ameba rara que come ‘cérebro’ pode ser encontrada em piscinas

Após muitos casos de infecção registrada em um hospital nos EUA, onde os médicos se depararam com uma infecção não muito comum na região cerebral de ocorrência rara e alta letalidade de nome meningoencefalite amebiana primária.

Veja também: Cosméticos multifuncionais: vale a pena investir neles?

No mês passado, um surfista morreu no hospital após contrair a infecção, tendo como principal causadora da infecção uma ameba (um tipo de organismo unicelular). Esse tipo de doença é muito comum em piscina e lagos. Em torno de 143 pessoas contraíram essa infecção nos Estados Unidos entre os anos de 1962 e 2017. No entanto, somente quatro sobreviveram.

Siga nosso Instagram

Na Argentina, um menino de oito anos contraiu a doença (ameba) e acabou morrendo, segundo informações, o garoto havia nadado em uma lagoa. Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), a ameba Naegleria fowleri é um microrganismo que vive em ambientes úmidos, como solos mais encharcados e fontes de água fresca, como rios e lagoas, esses microrganismos podem ser encontrados em piscinas ou na água de torneira.

Os principais sintomas se assemelham com os de uma meningite bacteriana comum, como dor de cabeça, febre e náusea; com a piora, podem surgir torcicolo, perda de equilíbrio e convulsões. Ainda de acordo com o CDC, a presença dessa ameba em ambientes de água doce é comum, mas as infecções são raras e não há métodos satisfatórias para quantificar a incidência da meningoencefalite amebiana em relação a contaminação em humanos, a infecção se dá pela entrada da água contaminada no corpo pelo nariz. É desta  maneira que o parasita alcança o cérebro. Daí o nome “a ameba que come cérebros”.

Um pesquisador brasileiro coletou amostras em piscinas e lagos artificiais em locais como Porto Alegre e Rio de Janeiro já detectaram a presença de diferentes tipos de amebas que podem causar outras doenças ao homem. É o caso das acantamebas, que podem gerar ceratite (inflamação da córnea), encefalite (levando à inflamação e inchaço do cérebro) e infecções na pele.

Fonte: Diário do Pará Online

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra