fbpx
O maior canal de informação do setor

Anvisa diz que glifosato não causa câncer, mas sugere restrições para uso

1429296972293

Foto: Formad/divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concluiu o processo de reavaliação toxicológica do glifosato no Brasil que havia sido iniciado em 2008. Segundo a relatora, Alessandra Soares, o ingrediente não apresenta capacidade de causar câncer, mutações genéticas, má formação ou alterações em fetos durante a gravidez.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

O estudo da agência também destaca que o risco de contaminação por meio da água ou dos alimentos é extremamente baixo. Já as análises de intoxicação de trabalhadores rurais e moradores de áreas próximas a lavouras que recebem aplicações do defensivo levaram o órgão a sugerir novas restrições na forma de uso do agroquímico. O relatório foi apresentado na manhã desta terça-feira, dia 26, em reunião da Diretoria Colegiada. Agora, ele será submetido à consulta pública pelo prazo de 90 dias até ser votado pelos diretores.

A Anvisa reavaliou e concluiu que quanto às propriedades proibitivas de registro, o glifosato não apresenta características mutagênicas, teratogênicas e carcinogênicas. Não é desregulador endócrino e não é tóxico para a reprodução. Não há evidências científicas de que ele causa mais danos à saúde que os testes com animais em laboratório puderam demonstrar, pontuou a diretora relatora, Alessandra Soares.

A relatora ponderou que o glifosato é o ingrediente ativo mais utilizado no Brasil, com mais 173 mil toneladas comercializadas em 2017. Além do herbicida ser usado no campo, é utilizado em produtos de jardinagem amadora.

Quanto à saúde humana, a relatora destacou que a avaliação do risco dietético mostrou nível seguro de exposição sem extrapolação das doses? e que ?estudos de monitoramento demonstram ausência de risco por exposição dietética, inclusive por lactantes.

O relatório será submetido à consulta pública na qual a sociedade poderá contribuir com sugestões em relação às modificações propostas pela agência quanto ao uso do glifosato no Brasil. Depois de 90 dias, a diretoria da Anvisa se reunirá para votar e definir os novos parâmetros para a utilização e comercialização do defensivo no país.

Fonte: Canal Rural 

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra