O maior canal de informação do setor

Brasil registra novo recorde de infectados por Covid em 24h

112

O Brasil registrou ontem 115.228 novos casos de Covid-19. O número é o recorde de infecções diárias confirmadas desde o início da pandemia. As informações foram divulgadas pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), junto com o Ministério da Saúde.

Também foram confirmadas 2.392 mortes nas 24 horas entre as 20h da terça (22) e 20h de ontem. No total, são 18.169.881 casos e 507.109 mortes causadas pela Covid-19 até o momento.

São mais 16.463.635 de pessoas recuperadas e 1.179.137 em acompanhamento. A média móvel de casos registrados na última semana é de 77.328 casos. Os dados demonstram que o índice de letalidade da doença no país é de 2,8%.

O antigo recorde de casos diários ocorreu em 25 de março, quando foram registradas 100.158 pessoas infectadas com o vírus.

MÁSCARAS

Unir máscaras de tecido com as cirúrgicas pode ser uma forma de proteção ainda mais eficaz contra a Covid-19 e suas variantes. Diversas iniciativas estão sendo feitas para analisar os benefícios dessa forma de proteção. Uma delas é a Cloth Masks, que reúne uma equipe de cientistas e voluntários de diversas universidades do mundo para compartilhar dados sobre o uso de máscaras.

De acordo com o site do projeto, o mascaramento duplo pode ser útil para aumentar a filtração e reduzir a capacidade de contaminação. Além disso, a recomendação é usar pelo menos uma máscara cirúrgica por baixo da segunda camada.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as máscaras de tecido comum ‘não possuem um elemento filtrante, mas a sua utilização é uma importante medida de saúde pública que as pessoas devem adotar no combate à Covid-19, além do distanciamento social e da limpeza frequente das mãos’.

Outro estudo divulgado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), órgão de saúde dos Estados Unidos, também indica a eficiência do duplo mascaramento.

VARIANTE

Mais uma variante do vírus Sars-CoV-2 acende o sinal de alerta para autoridades de saúde e cientistas. Batizada de Delta Plus e já identificada em 10 países, a nova cepa avança principalmente em território indiano.

A nova forma do patógeno da Covid-19 é definida por especialistas como ‘fruto’ da cepa Delta, apontada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma mutação do vírus com condições de se tornar globalmente dominante. (Correio Braziliense)

Fonte: Diário de Pernambuco

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/brasil-bate-recorde-e-registra-4-249-mortes-por-covid-19-em-24h/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação