O maior canal de informação do setor

BTG Pactual acredita que as vendas da Raia Drogasil no segmento mesmas lojas, cresçam 18% na comparação anual no 2T21

349

Segundo o banco, operar no varejo farmacêutico brasileiro não é fácil, principalmente se a estratégia envolve expansão nacional. Uma cadeia de abastecimento descentralizada, desafios para a indústria e distribuidores chegarem a regiões mais remotas, players ‘informais’, preços regulados para parte do portfólio e um grande número de novas lojas, especialmente nas grandes cidades, estão entre os principais problemas.

‘Sim, as ações da empresa caíram 4% nos últimos 30 dias, mas seus fundamentos nunca estiveram melhores e o impulso das ações foi super forte no segundo trimestre, ajudado pelo aumento do preço dos medicamentos anunciados em abril, demanda mais normalizada e as compensações mais fracas de 2020′, diz o banco.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

O BTG Pactual acredita que as vendas no segmento mesmas lojas cresçam 18% na comparação anual no segundo trimestre, com a receita bruta crescendo 32% na mesma base comparação.

‘Mas a RD ainda alcançou produtividade superior em suas lojas em nível nacional, algo inigualável por pares regionais, e evoluiu sua proposta de multicanais em trimestres recentes, com lojas usadas como pontos de envio ou clique e coleta para 84% das vendas de comércio eletrônico, enquanto o digital representou 8% das vendas no primeiro trimestre’, diz.

O BTG Pactual elevou o preço-alvo das ações da Raia Drogasil de R$ 24 para R$ 31, mantendo a recomendação de compra, reforçando uma visão de alta do ativo, que é visto pelo banco com um bom preço de entrada. O novo preço-alvo oferece um potencial de valorização de 20%.

Fonte: ADVFN

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação