O maior canal de informação do setor

Com insulina em falta, diabéticos enfrentam dificuldades em Cuiabá

250

A insulina é muito conhecida por sua função essencial no tratamento de diabéticos, controlando o nível de glicose contida no sangue.

O seu uso pode variar de acordo a necessidade de cada paciente e, em casos mais graves, são necessárias as insulinas ultra-rápidas, que tem uma ação quase imediata, agindo no impedimento do aumento do nível de açúcar no sangue, devendo ser aplicada antes da refeição.

Contudo, apesar da gravidade em que se encontram os pacientes que precisam da insulina ultra-rápida, o hormônio se encontra em falta desde maio deste ano na Farmácia de Alto Custo, onde são disponibilizados medicamentos e insumos da Assistência Farmacêutica, financiados pelo governo estadual, governo federal e municipal.

Uma das afetadas pela falta do medicamento é a pedagoga Angélica Maia, 39, que enfrenta a batalha de viver com diabetes tipo 2 já há 13 anos, tendo apenas 33% do pâncreas em funcionamento. Em contato com o , Angelica contou como lida com a situação: ‘Muita gente está sem e está muito mal. Eu estou recebendo doação de insulina. Eu consegui doação de uma amiga e [insulina] de pessoas que já faleceram. É assim que a gente está vivendo, porque não está sendo fornecido’. Angelica afirma ainda, que ao ficar sem insulida, chega a desmaiar e fica desacordada por muito tempo.

Além dela, José Carlos, que há mais de 15 anos usa insulina, possui diabetes tipo 1, e também precisa da insulina ultra-rápida em seu tratamento.

Vale ressaltar que os pacientes que fazem uso das ultra-rápidas necessitam de doses diárias e não podem ficar sem o medicamento sem avaliação e recomendação de um profissional especializado.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) confirma a situação e dá explicação.

Fonte: Folha Max

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/insulina-completa-100-anos-e-vendas-de-mais-de-31-milhoes-de-doses/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação