fbpx
O maior canal de informação do setor

Paraná deve esperar orientação federal para vacinar crianças com CoronaVac

205

O Paraná tem mais de 200 mil doses estocadas da vacina CoronaVac contra a Covid-19, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). O governo informou que deve aguardar a orientação do Ministério da Saúde para usar o imunizante em crianças.

No dia 20 de janeiro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial da CoronaVac para pessoas de 6 a 17 anos que não são imunossuprimidas.

A dose aprovada para uso da CoronaVac é a mesma usada em adultos. A recomendação é que sejam aplicadas duas doses da vacina, com intervalo de 28 dias.

A Sesa informou que os municípios têm 188.097 doses estocadas. Além disso, as Regionais de Saúde guardam outras 12.420 doses. Por fim, o governo de estado tem mais 21.600 unidades no Cemepar, em Curitiba.

Segundo a secretaria, o Paraná segue o Plano Nacional de Imunização (PNI) e, por isso, aguarda a orientação do Ministério da Saúde para incorporar ou não a CoronaVac na campanha de vacinação.

A vacina já está sendo usada para vacinar crianças em São Paulo. China, Chile, Colômbia e outros quatro países também estão usando o imunizante.

Discussão desde julho

A Anvisa já tinha colocado em discussão a autorização sobre o uso do imunizante do laboratório chinês Sinovac e do Instituto Butantan, mas o pedido de licença não foi concedido por falta de informações mais detalhadas sobre o produto, que foram solicitadas ao fabricante.

No começo de janeiro, a Anvisa se reuniu com o Instituto Butantan, pesquisadores chilenos, técnicos do laboratório Sinovac China e representantes da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), do Departamento de Infectologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), da Sociedade Brasileira de Imunologia (SBI) e da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco).

Segundo a agência, foram apresentados e analisados dados de pesquisas e estudos feitos pelo governo do Chile durante a aplicação da vacina CoronaVac em crianças e adolescentes naquele país.

O governo de São Paulo afirmou que se o Instituto Butantan poderá disponibilizar 15 milhões de doses da vacina imediatamente.

De acordo com a própria Anvisa, não há impedimento para que estados iniciem imediatamente a vacinação, já que a autorização foi concedida sem condicionantes. No caso da Pfizer, estados precisaram esperar a chegada das doses pediátricas importadas pelo Ministério da Saúde.

Fonte: G1

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação