O maior canal de informação do setor

Combinação de medicamentos ajuda na recuperação de quem sofreu aborto

2.248

Algumas mulheres não conseguem concluir o aborto espontâneo de forma natural e precisam tomar medicamentos. Perder um bebê durante a

Perder um bebê durante a gestação é sempre algo bem doloroso para a mulher. Normalmente, o aborto espontâneo acontece nos três primeiros meses de gravidez. Isso ocorre, na maioria das vezes, por uma decisão do próprio organismo, devido a alterações cromossômicas ou má-formação no embrião.

Veja também: Hilab treina farmacêuticos para aprimorar atenção em saúde

Ao sofrer um aborto espontâneo, algumas mulheres precisam utilizar remédios e até se submeter a intervenções cirúrgicas para tratar o problema. Um novo estudo publicado pela Escola Medicina da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, mostrou que a combinação da droga misoprostol e mifepristone é benéfica na recuperação dessas pacientes. O composto misoprostol é uma droga abortiva, bastante receitada por médicos quando o corpo não consegue concluir o aborto de forma natural.

Siga nosso Instagram

Os pesquisadores avaliaram 300 mulheres que tiveram aborto espontâneo no primeiro trimestre. Elas foram separadas em grupos e parte recebeu 800 mg de misoprostol e 200 mg de mifepristona, que prepara o útero para responder ao efeito indutor de contração do misoprostol.

A equipe analisou uma variedade de resultados e, essencialmente, todos foram melhores para as mulheres que tomaram mifepristona junto com o misoprostol.

A equipe constatou que 8,8% dessas mulheres não precisaram de intervenção cirúrgica, em comparação com voluntárias que só receberam o misoprostol. “Cuidados para mulheres que sofrem aborto não apenas melhoram os resultados físicos, mas ajudam a aliviar o estresse psicossocial que pode acompanhar a perda de um bebê”, diz Courtney A. Schreibe, uma das autoras do estudo.”Como médicos, temos que fazer o melhor para essas pacientes, e nosso estudo mostra que conseguimos isso combinando os medicamentos.”

Fonte: BOL

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação