O maior canal de informação do setor

Contrato com Pfizer prevê vacina para crianças de até 4 anos

157

Contrato com Pfizer prevê vacina para crianças de até 4 anos

Veja também: Diretor da Takeda destaca importância dos cuidados com a dengue

Entrega de doses depende da autorização da Anvisa; Atualmente, só crianças a partir de 5 anos podem se vacinar

Siga nosso Instagram

O contrato do Ministério da Saúde com a Pfizer para 2022 prevê a entrega de vacinas para a faixa etária de até 4 anos caso o imunizante seja aprovado para crianças dessa idade pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Atualmente, só crianças a partir de 5 anos podem se vacinar com o imunizante. Mas a Pfizer deve pedir a solicitação para uso a partir de 6 meses.

A informação sobre o acordo com a farmacêutica está em documento do Ministério da Saúde enviado ao STF (Supremo Tribunal Federal) e obtido pelo Poder360.

A peça foi assinada na 4ª feira (5.jan.2022) pelo secretário-executivo de Saúde, Rodrigo Cruz. Ele disse ao Poder360 que todas as vacinas da covid-19 que a Pfizer desenvolver e forem aprovadas pela Anvisa podem ser adquiridas por esse contrato.

No documento, Cruz diz que a pasta afirmou à Pfizer para priorizar as entregas de vacinas para as crianças assim que a farmacêutica tivesse autorização da Anvisa.

‘[O Ministério] sinalizou [à Pfizer], que em relação à dispensação de vacinas para imunizar crianças de zero a 4 e de 5 a 11 anos, tão logo a farmacêutica obtivesse autorização da Anvisa para imunização destas faixas etárias, ela deveria priorizar as entregas para atender àqueles públicos’, escreveu o secretário no documento.

O contrato de 2022 prevê a entrega de 100 milhões de doses de vacinas. Há a possibilidade também de adquirir 50 milhões de doses extras.

O Ministério da Saúde já encomendou 20 milhões das doses de 2022 para vacinar crianças de 5 a 11 anos. Elas serão entregues até o final do 1º trimestre.

A pasta liberou na 4ª feira (5.jan.2022) a imunização dessa faixa etária. Mas ainda não há doses pediátricas no Brasil. Só devem chegar na próxima semana.

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) estima que haja 20,5 milhões de crianças de 5 a 11 anos e 14,6 milhões de zero a 4 anos no Brasil.

Como cada criança precisa receber 2 doses, as vacinas pediátricas encomendadas pelo ministério para o 1º trimestre não são suficientes para vacinar todas as crianças de 5 a 11 anos.

Fonte: Poder 360

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação