O maior canal de informação do setor

Coronavírus: Pesquisadores descobrem que remédio para asma ajuda pacientes

83.339

Pesquisadores japoneses descobriram que ao aplicarem um inalador de esteróide para asma ajudou a melhorar as condições de três pacientes infectados com o novo coronavírus.

Pesquisadores japoneses descobriram que ao aplicarem um inalador de esteróide para asma ajudou a melhorar as condições de três pacientes infectados com o novo coronavírus.

Veja também: Ibuprofeno deve ser evitado em caso de coronavírus, diz entidade médica

Os cientistas do Hospital Ashigarakami (Kanagawa), disseram em um relatório recente, que esperam que a preparação medicinal seja útil no tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Siga nosso Instagram

“O remédio pode ser a primeira opção para os indivíduos afetados por pneumonia ajudarem a aliviar os sintomas o mais rápido possível”, disse o médico Keisuke Iwabuchi.

O estudo para o possível tratamento do coronavírus

Todos os três pacientes contaminados pelo novo coronavírus testados eram passageiros do navio de cruzeiro Diamond Princess.

Uma mulher de 70 anos foi hospitalizada no dia 11 de fevereiro após a confirmação da infecção. Como ela se queixava de letargia e era praticamente incapaz de sair da cama, um medicamento anti-HIV foi aplicado a partir do quarto dia de hospitalização da paciente.

O tratamento levou a efeitos colaterais incluindo intestinos soltos e falta de apetite, e os sintomas da pneumonia permaneceram. Os médicos pararam de usar o medicamento anti-HIV no nono dia, já que ela não melhorava. No décimo dia, administraram um inalante de esteróide conhecido como ciclesonida. Os médicos perceberam que a temperatura corporal dela começou a cair já no dia seguinte, permitindo que a mulher começasse a andar novamente depois de dois dias sendo medicada.

Como foi relatada uma melhora na inflamação dos pulmões e os resultados dos testes de vírus realizados no 16º dia deu negativo, a mulher teve alta do hospital no 18º dia.

Os outros dois pacientes, um homem com 70 e uma mulher com 60, foram hospitalizados no dia 16 de fevereiro. Somente a ciclesonida foi administrada a partir do quinto dia de internação, eliminando a necessidade de oxigênio suplementar. Suas condições melhoraram tão dramaticamente que eles foram capazes de comer todas as refeições que foram servidas no hospital.

Como os dois pacientes ainda testaram positivo no 12º dia de internação, o tratamento continuou até eles melhorarem definitivamente.

Com base nas descobertas, o relatório descreve a ciclesonida como “tendo o potencial de impedir que os sintomas da pneumonia piorem consideravelmente”.

Embora nenhum efeito adverso tenha sido relatado, os cientistas examinarão casos em outras instalações médicas em conjunto com institutos como a Universidade Médica de Aichi para confirmar a eficácia do produto químico.
Iwabuchi, no entanto, observou que a ciclesonida não deve ser usada no tratamento de pacientes com condições leves.

“O agente não deve ser administrado àqueles que simplesmente pegaram um resfriado sem a devida consideração, pois isso pode levar a um aumento no nú

Fonte: Jornal International Press

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação