fbpx
O maior canal de informação do setor

Europa entra na disputa para ter acesso ao antiviral remdesivir

Um dia depois de os Estados Unidos terem anunciado a compra de praticamente todo o estoque do remédio remdesivir, o primeiro aprovado especificamente para o tratamento da Covid-19, a Comissão Europeia afirmou que está negociando com o laboratório Gilead para aumentar a capacidade de produção do antiviral.

Frente a monopolização dos americanos, o fabricante havia respondido que o acordo se deve ao “aumento significativo da epidemia no país, onde existe uma necessidade urgente de ajudar a tratar os pacientes afetados”. Ainda assim, foi considerado abusivo por outros países.

O medicamento foi aprovado para casos de média e alta complexidade. Estudo mostraram que o remdesivir reduz de 15 para 11 dias o tempo de internação dos doentes que precisam de ventilação mecânica, o que impacta no número de mortes.

O aval do órgão regulador americano para o antiviral ocorreu em velocidade inédita. A Agência Europeia de Medicamentos deu na semana passada o primeiro passo para fazer o mesmo. A expectativa é que ele seja autorizado ainda nesta semana. O tratamento completo, que consiste em seis frascos do remédio, custa 2.340 dólares.

Fonte: Veja

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/06/30/tratamento-com-remdesivir-pode-custar-us-3-120-por-paciente-nos-eua/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra