fbpx

Deusmar Queirós: “Comércio, inclusive no interior, vai ter que se reinventar”

Deusmar Queirós participou de reunião com diretoria da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Ceará (FCDL-CE) nesta quinta-feira (24).

Além de forçar a adaptação das empresas em grandes centros urbanos para o mercado digital, a pandemia também pressiona negócios de pequenas cidades a entrar na era da digitalização, destacou o presidente do Grupo Pague Menos Deusmar Queirós.

Ele apresentou perspectivas para o varejo na pandemia em reunião com empresários do ramo nesta quinta-feira (24), promovida pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Ceará (FCDL-CE).

“Eu acho que o mundo não volta a ser como antes, principalmente, nosso mercado do digital vai ter que se reinventar, inclusive no interior do estado”

A reunião contou ainda com a participação de Freitas Cordeiro, presidente da FCDL-CE, Assis Cavalcante, presidente da CDL Fortaleza, e Honório Pinheiro, vice-presidente da CDL-For.   Queirós citou ainda que, há cerca de cinco anos, a revolução digital já era algo bastante difundido entre as empresas, mas ficava apenas no conceito, com poucos efeitos práticos.

Em meio à pandemia, que impediu a abertura de muitos comércios, a implantação de e-commerce ou outras plataformas foi inevitável. “Aqueles que se prepararam, levaram vantagem”.

Experiência do usuário

“Agora, se fala muito de omnichannel, que é vender da forma que o cliente quer, na plataforma que o cliente quiser”, projeta Queirós. O conceito envolve encontrar os melhores canais para aperfeiçoar a experiência do usuário.

Contudo, o empresário diz não crer que os empreendimentos que não se adaptarem vão acabar, “só vai ser mais difícil se manter no mercado”.

Reserva financeira e cautela

Na reunião, o presidente do Grupo Pague Menos deu ainda dicas para os varejistas. Segundo ele, é fundamental tomar decisões conforme a possibilidade e capacidade.

Além disso, o cearense recomenda que, na medida do possível, tenha uma reserva de emergência, que será essencial para situações de necessidade ou de crise.

Para Queirós, também é preciso ter em mente que, para crescer, tem que se investir em pessoas, processos e tecnologias. “Jamais sozinho você consegue ultrapassar as barreiras do seu potencial, é preciso ter equipes preparadas e delegar”.

Compra da Extrafarma

Em maio, o Grupo Pague Menos fechou a compra da concorrente Extrafarma por R$ 700 milhões. A Pague Menos é atualmente a terceira maior cadeia de farmácias do País, mas com a conclusão da compra, ficaria atrás apenas da RD (RaiaDrogasil).

A rede de farmácias Pague Menos possui sede em Fortaleza e está presente nos 27 estados do País e Distrito Federal.

Além disso, com a aquisição da Extrafarma, a Pague Menos ampliaria em mais de um terço o número de lojas da Pague Menos, chegando a 1.503 unidades. A Extrafarma possui 402 lojas.

Fonte: Jornal Diário do Nordeste – CE

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/as-farmaceuticas-campeas-de-vendas-no-varejo-em-2021/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra