O maior canal de informação do setor

Digital PE – inovação aberta para habilitação digital de MPEs

195

Mapear, conectar e resolver desafios por meio de soluções inovadoras digitais, com qualificação prática, suporte de especialistas e conexão direta com a rede de inovação de Pernambuco. Esse é o Digital PE, um projeto apoiado pelo programa Digital.br da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

Veja também: Indústria farmoquímica terá apoio de novos centros de pesquisa para inovar no Brasil

Um dos principais objetivos desse edital da ABDI é incentivar o trabalho em rede com instituições públicas e privadas, para a construção de soluções tecnológicas para micro e pequenas empresas do Nordeste. Para Fellipe Sabat, gestor do programa Digital PE, a cooperação entre os parceiros tem sido enriquecedora. Sabat é head de inovação aberta para o setor privado no Porto Digital, que é a Unidade Executora do Digital PE.

Siga nosso Instagram

“Todas as instituições parceiras agregam e dão suas contribuições que trazem resultados bem interessantes para o nosso projeto. Temos vontade de ir além, ampliar esse escopo de trabalho para mais empresas. A gente espera que essas 30 empresas que participaram do nosso projeto sejam os nossos vendedores para que a gente consiga escalar e ampliar ainda mais o número de empresas que a gente vai impactar na etapa de escala”, apontou.

Atualmente o Digital PE atende 30 indústrias, que são divididas em 5 ciclos nos temas de marketing e vendas, manufaturas, pessoas, logística e gestão administrativa. A rede utiliza metodologia de inovação aberta do innovation lab do Porto Digital. Para o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Lucas Ramos, até agora a experiência promovida e vivenciada por empresas foi fundamental para se ter uma percepção do nível de amadurecimento do ecossistema de inovação pernambucano.

‘O que vai permitir a interiorização dessas ações, em especial considerando que a grande concentração das empresas acontece em Recife e na região metropolitana, é a oferta e infraestrutura que existem na capital e na região metropolitana e com estímulo, incentivos inclusive fiscais por parte do governo, para a gente desenvolver novos negócios no interior, nas cidades e regiões mais distantes do litoral’, explicou.

O secretário destacou ainda a importância da ABDI no fomento da inovação no estado. ‘É exatamente aí que a gente conta com a sensibilidade e a expertise da ABDI para que a gente possa oferecer mais condições. Não é só a aceleração e expansão que é de interesse, mas sobretudo o desenvolvimento de ideias, a criação de startups e o fomento à ideação, criação e prototipação de produtos, até que essas empresas alcancem o mínimo produto viável’, concluiu.

O empresário Renato Celso, da Lapon, uma empresa farmacêutica atendida pelo Digital PE, afirmou que a orientação da equipe do Digital PE está sendo essencial para a transformação digital da empresa. ” Passamos pelo mundo analógico e vamos entrar agora em uma fase totalmente digital. O trabalho desse projeto dá certo pelo atendimento particular às empresas. Tratam cada uma da sua forma, mostrando o norte que cada uma deve seguir”, explicou.

Renato apontou ainda a importância de mais empresas se envolverem no projeto.” As perspectivas são boas, mas só teremos um futuro mais digital se mais empresas estiverem envolvidas no mesmo processo e dentro da mesma filosofia do futuro e da indústria 4.0. A gente faz parte aqui do Sindicato da Indústria Farmacêutica e Cosmética e nossos esforços são para que outras empresas adentrem nesse projeto e tenham esse mesmo futuro em breve”.

A rede

O Digital PE é uma rede formada pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco; Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco; Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação de Recife; SOFTEX RECIFE – Centro de Excelência em Tecnologia de Software do Recife; Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Pernambuco – SEBRAE/PE; além do Porto Digital.

Digital BR

O programa Digital BR, da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), selecionou oito projetos para a fase de implementação de piloto. O programa tem o objetivo de investir em projetos que promovam a transformação digital de micro, pequenas e médias empresas no Nordeste, com investimentos totais de R$ 14 milhões.

Os oito selecionados são: Digitaliza PMI, Petrolina Economia Digital e Pernambuco 4.0, de Pernambuco; RASTUM e Redes Obras Digitais, ambos do Ceará; Rede Sudoeste Inova, da Bahia; Transforma RN, do Rio Grande do Norte; e Construção Alagoas em Rede, de Alagoas.

Fonte: Agencia Brasileira de Desenvolvimento Industrial – ABDI

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação