fbpx
O maior canal de informação do setor

Dor na nuca: 6 problemas que podem causar o incômodo

193

Dor na nuca 6 problemas que podem causar o incômodo

A dor na nuca é um incômodo bem comum. Mas você sabia que ela é a quarta maior causa de incapacidade de trabalhadores no Brasil? Neste texto, você vai descobrir seis motivos que podem estar por trás desse problema, além de conhecer possíveis tratamentos e como evitar. Mas lembre-se: se o incômodo for intenso ou durador, procure um profissional da saúde.

O que pode causar a dor na nuca?

O motivo causador da sua dor na nuca pode ser determinado observando alguns detalhes desse sintoma, como a duração e também se a dor irradia para alguma outra parte do corpo ou se está localizada em apenas um lado do pescoço.

Abaixo, vamos explicar os principais causadores da dor na nuca

Torcicolo

Normalmente, a dor na nuca causada pelo torcicolo tem uma característica mais específica e pode estar concentrada em apenas um lado do pescoço. Essa dor será resultado de uma contração muscular de forte intensidade, localizada na região da sua cervical.

Entre as possíveis causas para o torcicolo estão uma postura incorreta na hora de dormir (por exemplo, travesseiro muito baixo ou muito alto) ou também algum movimento muito brusco, como um exercício mal realizado ou um traumatismo.

Postura errada

A postura errada não é algo que pode te assombrar apenas na hora de dormir. Com o acesso cada vez mais frequente a telas de notebooks ou celulares, a dor na nuca vem ganhando espaço.

Nesses casos, assim como nos torcicolos, a dor também pode ser localizada apenas em um lado do pescoço. Se você sofre com isso, é interessante readequar sua área de trabalho, levantando o monitor, por exemplo, e reduzir seu tempo de olho no celular.

Estresse

Uma das fontes mais comuns da dor na nuca, o estresse é a “porta” para diversos males da nossa saúde. Essa situação deixará mais rígidos os músculos do seu pescoço e, por consequência, mais doloridos.

Neste caso, o incômodo pode vir acompanhado também de distúrbios na visão, como sensações de vista turva ou embaçada.

Pressão alta

Estima-se que mais de 30 milhões de pessoas sofram com a pressão alta no Brasil. E a hipertensão pode ser exatamente o que está por trás da sua dor na nuca.

Apesar de ligada com esse mal, a dor na nuca não é comum em pacientes hipertensos, mas sim em quem possui apenas um pico de pressão. Nesses casos, outros sintomas podem aparecer, como dor no peito, ânsias e vômitos, sonolência, tontura e tremores.

Caso apresente esse quadro, procure um profissional de saúde.

Meningite

A meningite é uma inflamação das meninges, membranas que protegem o cérebro. Causada por vírus ou bactérias, nem todos os quadros da doença costumam ser contagiosos. Além da dor na nuca e de rigidez na região, o paciente pode apresentar também febre alta, dor de cabeça de alta intensidade, manchas na pele, indisposição e vômitos.

Artrose

A osteoartrose, também conhecida como artrose, é uma doença degenerativa que afeta as cartilagens, tecidos responsáveis pela proteção das articulações. Uma vez desgastados, os ossos acabam entrando em atrito, gerando dores na região afetada.

Sem cura, com o devido tratamento, é possível frear o avanço da doença, melhorando a qualidade de vida e evitando sintomas mais gravas, como a impossibilidade de movimentação da região afetada.

Quando devo procurar um médico por causa de dor na nuca?

Você só deve procurar um profissional de saúde quando a sua dor na nuca vier acompanhada de outros sintomas, como tonturas, palpitação, vômitos e febres. Também merecem atenção são formigamento ou perca de força nos membros.

É recomendável acionar um especialista caso o desconforto dure mais de 48 horas.

Como aliviar? 

Como as principais causas da dor na nuca são musculares ou ligadas à tensão, existem várias práticas que você pode adotar no seu dia a dia para minimizar os sintomas.

Em primeiro lugar, é importante cuidar da nutrição. Evite comer alimentos com muito sal e se mantenha sempre hidratado. Isso contribuirá para uma pressão arterial mais controlada.

Os exercícios físicos não podem faltar. Dê preferência para aqueles de menor impacto, como yoga, hidroginástica e alongamentos.

Durante a sua rotina, tire momentos para fazer alguns alongamentos. Assim, você espantará não só a dor na nuca, mas também outros problemas que podem vir de movimentos repetitivos, como a tendinite.

Se possível, reserve um tempinho na sua agenda para relaxar. Vale a pena colocar no seu planejamento um espacinho para uma massagem por exemplo.

Na hora de dormir, é importante se ater ao seu travesseiro. Como já comentamos, ele pode ser o causador do seu torcicolo. Estude as opções disponíveis no mercado e escolha a mais confortável para você. Usualmente, os mais indicados são os mais baixos e firmes.

E caso a dor na nuca te pegue, você pode apelar para compressas quentes ou mornas na região. Elas irão proporcionar um maior relaxamento dos músculos, o que tende a diminuir ou eliminar o incomodo.

E quais remédios eu posso tomar?

Para o alívio da dor na nuca, inicialmente você pode tomar analgésicos e anti-inflamatórios leves, como o paracetamol e o ibuprofeno. Se a hipertensão for a origem do problema, medicamentos como a furosemida e espironolactona podem ser utilizados.

É necessário cirurgia? 

O procedimento cirúrgico só é necessário em situações muito específicas, como um quadro de hérnia de disco e quando tratamentos convencionais não surtem efeito.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação