fbpx

Drauzio Varella explica a imunoterapia, tratamento que deu Nobel a pesquisadores

Cirurgia, quimioterapia, radioterapia, hormonioterapia. Opções tradicionais no tratamento do câncer. Mas nos últimos anos, uma nova terapia surgiu como um avanço: a imunoterapia moderna, que rendeu o prêmio Nobel de Medicina a dois imunologistas, o americano James P. Allison e o japonês Tasuku Honjo por suas descobertas na área.

Drauzio Varella explica que técnica é essa, e em que casos ela pode trazer a cura. “Os cientistas Allison e Honjo desvendaram os mecanismos que as células tumorais utilizam para escapar do ataque dos glóbulos brancos, responsáveis pela defesa imunológica.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Elas produzem proteínas que se ligam à superfície dos glóbulos brancos e agem como breques, como freios, que os tornam inofensivos. A partir daí, foi possível desenvolver medicamentos que rompem esses freios. Desbloqueados, os glóbulos brancos atacam as células malignas com liberdade”.

No Brasil, a imunoterapia está disponível desde 2016, mas é um procedimento extremamente caro. A esperança no desenvolvimento do tratamento é grande, mas o país ainda está ensaiando os primeiros passos.

Fonte: G1

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra