fbpx

E-clinicas em farmácias estão ainda distantes do Brasil

E-clinicas em farmácias estão ainda distantes do Brasil

A julgar pela opinião dos profissionais do setor, a imagem acima é uma cena futurista ou uma mera peça de propaganda. Segundo a última enquete do Panorama Farmacêutico, não faltam barreiras para a adoção do modelo de e-clínicas em farmácias brasileiras.

Dos 2.798 leitores que se manifestaram, 562 (20%) acreditam que a resistência das entidades médicas é a principal trava para a consolidação das e-clínicas. Outros 268 (10%) entendem que o obstáculo na falta de articulação e pressão setorial, enquanto 192 (7%) responsabilizam a Anvisa por não contemplar o tema em sua agenda. Mas para 1.776 (62%), todas as alternativas acima impedem a implementação.

Apesar das incertezas reveladas pela enquete, Sérgio Mena Barreto, da Abrafarma, vê como inevitável o advento desse modelo, tendo como base a crescente atuação do grande varejo farmacêutico como um hub de serviços de saúde. Embora reconheça uma evolução regulatória nos últimos anos, especialmente após a deflagração da pandemia, o executivo avalia que o Brasil conserva um apreço pela burocracia.

“Mas o setor já está mudando essa realidade na medida em que amplia sua oferta de serviços clínicos, desafogando o sistema público e estimulando a adesão ao tratamento, o que é positivo até para a classe médica. Pela capilaridade e pela frequência, as farmácias já se tornaram o principal canal de atenção primária à população”, observa.

Cassyano Correr, fundador da plataforma Clinicarx, procura analisar o assunto sob duas óticas – a telemedicina e a telessaúde. “A primeira diz respeito à teleconsulta em farmácia, que ainda convive com a falta de uma regulação específica, abrindo espaço para diferentes interpretações por parte das Vigilâncias Sanitárias e autoridades de fiscalização. Mas entendo que é um caminho sem volta”, destaca.

Já a telessaúde representa outro universo e bem mais abrangente, por envolver emissões de laudo remoto, múltiplas interações entre paciente, médico e farmacêutico, exames feitos na farmácia com avaliação de um especialista a distância. “A qualidade de atendimento não é uma barreira nesse caso, mas a expansão desse modelo depende do uso intensivo e consciente de várias ferramentas tecnológicas de comunicação”, acrescenta.

Enquanto isso…no Exterior

Enquanto o Brasil discute, o mundo aplica. Uma startup da Índia converteu 40 mil farmácias locais em e-clínicas, fornecendo assistência farmacêutica para mais de 35 milhões de famílias. Sua plataforma já conectou os PDVs com 5 mil médicos, viabilizando consultas em vilarejos remotos e áreas rurais.

Já a CVS Health criou um sistema de alerta médico para auxiliar no monitoramento remoto de pacientes idosos. Um dispositivo ativado por voz permite chamadas 24 horas para cuidadores ou serviços de emergência sem a necessidade de uso das mãos. Os pacientes também podem contar com um aplicativo gratuito, que fornece alertas para quedas ou outras  emergências, além de monitorar movimentos, índices de temperatura e qualidade do ar dentro da residência.

A saúde digital, inclusive, ganha espaço na estratégia de gigantes do varejo. Em outubro do ano passado, a Best Buy anunciou que irá adquirir a Current Health, uma empresa de tecnologia do Reino Unido que se especializou no monitoramento remoto de pacientes e em sistemas de telessaúde.

E-clinicas em farmácias estão ainda distantes do Brasil

Nova enquete

A enquete que está no ar busca traçar uma radiografia das vendas no varejo farmacêutico. Queremos saber qual categoria deve puxar o crescimento das farmácias neste ano. Os medicamentos de prescrição, os MIPs, os produtos de higiene pessoal e beleza, ou os serviços de saúde?

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra