O maior canal de informação do setor

Governador busca atrair investidores e indústrias para o Tocantins

889
Carlesse já planeja uma nova rodada de encontros onde pretende ampliar a divulgação do Estado

O governador do Tocantins, Mauro Carlesse, encerrou nesta quinta-feira (23), uma agenda de dois dias de reuniões com empresários e representantes de investidores em São Paulo.

Neste segundo dia de compromissos, o governador conheceu empreendimentos e apresentou os atrativos oferecidos pelo Tocantins para receber novas empresas.

A primeira reunião do dia foi com representantes da empresa Desaer – Desenvolvimento Aeronáutico. Na ocasião, o sócio-diretor da empresa, Evandro Fernandes Fileno, apresentou ao governador Carlesse o projeto da aeronave que está sendo projetada pela companhia, o ATL 100 (Aeronave de Transporte Leve).

De acordo com a empresa, o novo avião terá um perfil de mercado para atender as forças armadas e também a aviação comercial, principalmente em regiões isoladas como a Amazônia. O governador Carlesse convidou os executivos a visitarem o Tocantins e estudarem a possibilidade de implantação da unidade de montagem da aeronave em Gurupi. “Ainda é uma conversa inicial, mas abrimos essa perspectiva”, disse o governador.

Já na segunda reunião, Carlesse apresentou o Tocantins ao empresário Dirceu Gomes da Silva, que representa empresas do ramo de logística, energia solar, indústria farmacêutica e de ração animal.

O maior interesse de Dirceu Gomes na reunião foi a de fazer do Tocantins um polo logístico. “A localização do Tocantins e a ligação com os outros estados fazem da nossa logística uma das melhores. Aqui muitas empresas podem ficar mais perto de um novo público consumidor. Isso pode baratear custos para empresas e também gerar empregos no Estado”, avaliou o governador.

Após essa agenda de reuniões, o governador Mauro Carlesse já planeja uma nova rodada de encontros onde pretende ampliar o modelo de divulgação do Estado visando atrair novos investidores. “Precisamos industrializar o Tocantins. O Estado precisa receber recursos privados para gerar empregos e também para agregar valor aos nossos produtos. O que vai fazer o Tocantins se desenvolver são as indústrias, que vão ajudar também a fortalecer o nosso comércio”, avaliou.

Fonte: AF Notícias

Veja também:

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação